Arquivo

Posts Tagged ‘Sonic’

(Review – PC) Sonic Boll

15 de março de 2021 1 comentário


Existe um fangame brasileiro de Sonic e Mario chamado Sonic Boll que eu vi no Twitter umas vezes querendo jogar… e me dei conta que se passaram anos, a versão final é de 2019 e eu tinha simplesmente me esquecido completamente dele até agora. Bora resolver este pecado gamístico então…

O jogo tem a jogabilidade baseada nos Super Marios de Nintendinho, mas a maioria dos personagens disponíveis são de Sonic. Temos o azulão, o Tails, o Knuckles e até o Mecha Sonic do Sonic 2… enquanto que de Mario só temos os dois irmãos encanadores e… o Stanley do Donkey Kong 3? Cada um tem suas habilidades especiais com ou sem os items de Cogumelo e Flor de Fogo, sendo que os personagens de Sonic acabam sendo tão apelões que deram ao Mario no mínimo a habilidade de rasteira como equivalente a rolada deles.

Por padrão estão disponíveis dois pacotes de fases baseados no Mario 1 e no Mario 2 Japonês, com opções de mudar os gráficos para os de Mario 3 ou World e mudar a trilha sonora para a de outras coisas, incluindo até o bom e velho Jojo’s Bizarre Adventure: Heritage For The Future da Capcom???

Dei uma passada rápida pelo pacote de Mario 1 com o Sonic que pode usar Insta-Shield para quebrar blocos e um dash no ar que fica em chamas após pegar a Flor de Fogo. Com esse powerup ele também pode atirar os Sonic Booms do Guile, o que é bem bacaninha. É preciso se acostumar um pouco com a física, mas os saltos rodopiantes do ouriço lhe dão uma grande vantagem na maioria das fases. Exceto nas de água, onde ele não nada e é forçado a usar o Insta-Shield para acertar os vários Bloopers que aparecem.

Existem Special Stages no jogo que são um minigame de bolinha de gude em 3D. Siga o caminho sem cair, pegue moedas para destravar barreiras e então alcance a Esmeralda do Caos antes do tempo acabar. Foi uma grata surpresa ver o minigame, mas para que ele apareça nos checkpoints é preciso encontrar, por acidente mesmo, joias escondidas em blocos invisíveis. O jogo não salva o progresso disto, então ainda estou longe de saber se tem forma Super pra todo mundo aqui.

Tanto as fases normais quanto os bônus possuem um editor de fases com direito a items e mecânicas que não aparecem no modo normal. Não é lá um Super Mario Maker mas dá pro gasto. E olhando o editor eu descobri o The Kid do I Wanna Be The Guy na lista de personagens, sem entender como destravei ele. Parece que o outro personagem secreto é o Ashura (um famoso glitch de Sonic 2), mas não sei como encontrá-lo. Voltando, vale notar que o editor de fases requer um mouse com botão-rodinha para mover o mapa. Isso me confundiu um bocado e tive que buscar informação no Youtube…

E falando em confusão, a versão linkada no site oficial do jogo é a 1.9.3 mas na verdade um beta da versão 2.0 já está disponível. Como o perfil do jogo no Twitter está zerado e o servidor de Discord sumiu não entendi bulhufas da situação.

Na versão 2.0 o Ashura e o Kid já começam destravados e há a Giana da série Giana Sisters, mas a Amy virou skin do Sonic e tanto o Stanley quanto o Mecha Sonic sumiram completamente. Há também um recolor do Sonic chamado Simple que serve de exemplo para a função de programar novos personagens para o jogo. Não há opções de gráficos e trilhas sonoras no beta, e ao invés das fases de Mario 1 e Mario 2 Lost Levels há uma mistura de ambos com alterações no level design.

No geral Sonic Boll é uma forma divertida de revisitar os dois primeiros Super Marios e as funções de edição de fases lhe agregam muito valor para quem gosta. Como há tantas diferenças entre as versões, fica aqui os dois links para que experimentem:
-1.9.3
-2.0 Beta

E por fim, uma telinha em homenagem ao Gamer Caduco que recentemente suportou o Sonic 2006 como parte de sua maratona da série Sonic. 😉

Coisas da Sonic Hacking Contest 2020

3 de novembro de 2020 1 comentário


Além da SAGE para os fangames de Sonic, todo ano tem uma competição de romhacks e mods dos jogos do ouriço chamada Sonic Hacking Contest. Tem cada vez mais projetos em cima dos jogos 3D para PC, além do Sonic Mania que infelizmente ainda não foi destrinchado a ponto de permitir modificar inimigos e mecânicas das fases. Pois é, conseguiram enfiar o DOOM no Sonic Mania mas o jogo é programado de tal forma que apesar da fama de trabalho de fãs-pra-fãs não dá pra inserir novos objetos nas fases.

De qualquer forma, o bocó aqui vai ficar nas roms de Meguinha mesmo…

Sonic 1 published by EA

An Ordinary Sonic Romhack ainda é a única coisa de creepypasta de Sonic que vale a pena jogar…


Este hack de Sonic 1 é uma paródia das práticas de microtransações da Eletronic Arts. Pra começo de conversa, só é possível começar o jogo juntando 199 graninhas ao assistir vários ciclos de demos com propagandas de outros jogos no canto. Feito isso, descobrimos que muitas das ações necessárias para completar as fases custam dinheiro. Cada pulo custa 4 bufunfas e rolar drena dinheiro a cada segundo. Mesmo nos estágios especiais, adentrar a área de cada esmeralda custa 10$ e derrubar as barreiras também drena pataca por pataca. Com isso tudo, é preciso jogar Sonic 1 como se fosse speedrunner de Super Mario 64, pulando e rolando o mínimo possível.

…Ou então ativar o fast forward no emulador e deixar as demos acumulando dinheiro. Colocaram um montão de propagandas engraçadinhas, sendo que algumas fazem menção a outros jogos e fangames. Um easter egg no meio disso é um par de popups que contém um link para o fangame Sonic Uprising… que dia desses infelizmente teve um lançamento desastroso de uma demo que tava bugada de doer…

Mighty & Ray in Sonic 2

Sempre tem um punhado de hacks que portam personagens para a trilogia do Mega e aqui estão o Mighty e o Ray como eles aparecem no Sonic Mania. O Mighty até tem alguns caminhos exclusivos, apesar de que só encontrei os da Hill Top. Com a habilidade dele de bloquear dano não elemental, a dificuldade que me fez passar toda a infância desvendando este jogo vai pelo ralo. Já o Ray é situacional com a habilidade de voo dele: algumas fases ele rasga pelo ar, mas naquelas mais claustrofóbicas ele não é tão bonzão assim.

Sonic 1 – Point & Click Edition

Este hack torna o Sonic 1 compatível com o mouse do Mega Drive, permitindo interagir com items, inimigos e obstáculos para facilitar a jogatina. No emulador Kega Fusion funciona bem após configurar os controles. E sim, o Mega teve um mouse para rivalizar com o Mario Paint! O Gamer Caduco tem um bom artigo sobre o tal abacaxi.

Sonicu The Cubehog

Finalmente um hack de Sonic para os fãs do Quico.


Neste hack o Sonic é reduzido a um cubo que se move sozinho pra frente, e na base da tentativa e erro vamos saltando pelas fases até onde a paciência aguentar…

Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine: DX Edition

Há muito tempo a Nintendo e a Sega americanas discriminavam a estética animé de Puyo Puyo e enfiavam seus personagens por cima do elenco da série. Eu mesmo conheci Puyo pelo Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine, e este hack termina o processo trocando o mascote Carbuncle pelo Sonic e alterando os diálogos para que o enredo seja da perspectiva dele. O jogo também pode salvar placares, o que curiosamente era algo que muitos jogos não tinham bateria para tanto na época…

Coisas da SAGExpo 2020, parte 2

22 de setembro de 2020 2 comentários

(Post anterior)

Passou a SAGE 2020 e eu enrolando mais este post. Durante aquela semana tive cerca de 1000 downloads e algum feedback para o Cosmic Boll, mas descobri que um update do Clickteam Fusion tinha feito a maioria dos jogos feitos nele serem erroneamente reconhecidos como malware por antivírus, o que acabou ferrando não só o meu jogo mas também outros como o Prototype N. Um cara fez perfil no Twitter só pra me denunciar pra SAGE! Não tem como eu resolver isso sozinho e rápido — só posso esperar a Clickteam atualizar o Fusion mesmo.

Voltando a lista de recomendações, a cada ano fica mais difícil lembrar que o principal da SAGE são os fangames de Sonic:

Dunkehr

O jogo do texugo-de-mel medieval traz a primeira fase completa com direito a chefe no fim. O herói possui um repertório de movimentos bem interessante, com direito a ataques que quebram defesa, capacidade de aparar ataques e dois tipos de especial que gastam barra. Tem até uma avestruz no meio da fase que serve de montaria e que pode chutar inimigos em outros inimigos! Certamente foi um dos jogos de ação que mais gostei na SAGE, junto com o Advent Neon.

Brock Crocodile

A demo do Brock Crocodile pula a fase de floresta do ano passado e traz a segunda que se passa numa aeronave com temática de colmeia. A jogabilidade é ágil e simples, com direito a chicote para se pendurar em certos objetos e o tiro de chiclete que o Donald tinha em Quackshot. Este é um projeto que tenho aguardado por vários anos já, e fiquei lisonjeado de ver o desenvolvedor expressando o mesmo pelo Cosmic Boll no Twitter e no Discord da SFGHQ. Um dia a gente chega lá…

Poppin and Jupa Pocket Adventure

Eis mais um jogo que me deslumbrou bastante. Jogamos com dois aventureiros, o menino-joaninha Poppin e a menina-espantalho Jupa. Enquanto o selecionado carrega uma luva-corrente para socar inimigos e segurar certos objetos, o ajudante anda atrás soltando rajadas de golpes fracos. O Poppin pode empurrar coisas e a Jupa pode rastejar, e logo vão surgindo quebra cabeças e caminhos alternativos que fazem uso dessas mecânicas. A demo é bem recheada e termina com um chefe que dá certo trabalho para ser derrotado. É preciso mesmo aprender a resgatar o companheiro nocauteado entre as brechas dos ataques inimigos!

Prototype N

Um interessante clone de Mega Man bem mais acelerado pois é possível usar o escorregão para atacar inimigos. Vários tipos de armas aparecem espalhados pelas fases, cada uma com alguma utilidade específica. Novamente, se seu programa anti vírus comer este jogo é por causa de falso positivo. Até a Clickteam resolver isso não tem jeito, pois até se compilássemos um jogo vazio pelo programa agora ainda daria no mesmo resultado.

Rocket Hat

Um puzzle-platformer bem bonitinho. Os quebra cabeças giram em torno da habilidade de planar horizontalmente e da capacidade de pular em pleno ar ao simplesmente cair ou planar fora de qualquer plataforma. Há um bom conjunto de fases na demo que vão apresentando mecânicas como caminhos de pulo duplo e os Bullet Bills de Super Mario que devem ser manipulados e usados como plataforma pelo herói.

Coisas da SAGExpo 2020, parte 1

6 de setembro de 2020 2 comentários

O site da SAGExpo desmoronou por conta de tanto acesso, mas o Hapisan disponibilizou uma página alternativa com uma lista dos jogos participantes e com links de download alternativos para os desenvolvedores que se precaveram para esta situação.

Como de costume, eu vou comentar sobre alguns jogos aqui no blog.

Sonic Galactic

Isto aqui é o Sonic Mania 2 por outro nome. Sério. Gráficos deslumbrantes, bom design de fases e um bichinho novo chamado Tunnel cuja habilidade é mergulhar no solo e saltar mais alto depois, assim quicando entre superfícies. Ainda que cavar já seja departamento do Knuckles, a toupeira tem carisma e combina bem com o resto do elenco. Tem o Fang The Sniper também, cuja habilidade é um pulo duplo carregável que atira uma rolha para baixo mas possui um breve atraso quando usado.

A demo tem uma zona só, com chefe e minichefe, e deixou muito um gosto de quero mais. Fiz questão de jogar os dois atos com cada personagem. Tentem bater no Eggman depois de detonar o pião-móvel dele!

Sonic Advance 4 (Se iniciar com tela minúscula, aperte F3 para corrigir}

E este aqui é o Sonic Advance 2 Mania. Quando botei o Sonic na primeira fase, que é um remake da Leaf Forest do Advance 2, logo surgiu um tutorial na minha cara. O pessoal simplesmente enfiou todas as mecânicas possíveis de Sonic Rush, Unleashed, Lost World e o escambau neste jogo! Tem boost, tem homing attack, tem parkour em certas paredes, tem quick time event que eu não consegui acertar uma única vez… Chega a parecer bem complexo, mas é só ir testando os botões pra pegar o jeito da coisa.

Até o chefe no fim da Green Leaf Hill é extravagante: o Eggman protegido por uma aura e com uma nave enorme ao lado. Múltiplos alvos e ataques diferentes além de um método específico necessário para poder bater no vilão. Eu levei 6 minutos para desvendar o enigma! Quase dá saudade dos personagens tagarelas dando dicas… quase.

Acontece que próximo ao Eggman há dois geradores que devem estar destruídos ao mesmo tempo para deixá-lo vulnerável — e eles se regeneram. Na dianteira da nave há uma torreta que eu pensei que era importante mas na verdade só serve pra atrapalhar caso tentemos atacar o Eggman por trás.

Na demo há três personagens: o Sonic (SÉRIO???), o Shadow e uma personagem-de-fã chamada Angel The Hedgehog, que parece misturar habilidades do Sonic e da Amy. Cada um tem suas particularidades e até uns detalhes bobos como músicas diferentes e o Shadow usando o Chaos Control do jogo dele, com musiquinha e tudo, quando pega o item de invencibilidade. Engraçado é que o Shadow e a Angel tem ataques únicos que fazem paçoca com os geradores da nave do Eggman. O Sonic tem de se virar com homing attacks bem manobrados mesmo.

E você aí sem Janelas, Gamer Caduco.

AdventNEON

Fantástico beat ‘em up com dois botões de ataque e dash invencível que para o tempo quando usado para aparar golpes e projéteis. A demo contém três fases e dois chefes com perigos e quebra-cabeças bem interessantes. O desafio é bem equilibrado pois tanto Neon quanto seus adversários são poderosos e dá pra recuperar vida só batendo consistentemente nos inimigos e chefes para juntar pontos que também aumentam o poder do herói.

Go! Go! PogoGirl

Jogo de plataforma com a heroína num pula-pula. Segurando seta pra baixo ela carrega um pulo forte e apertando C no pico de qualquer pulo ela quica com altura razoável mesmo em plataformas temporárias. Simples e divertido.

Sonic Robo Blast!

Vocês devem conhecer o Sonic Robo Blast 2, o grande fangame 3D feito na engine de Doom 2. Pois então, como o 1 feito em 1998 no humilde The Games Factory é bem trashão pros padrões atuais…

…inventaram de fazer este remake turbinado. Como o Sonic Galactic, tem uma zona completa e chefes em cada ato mas só podemos jogar com o Sonic e, sim, esse rabisco dele que vocês veem na imagem acima que era usado no Robo Blast original. Também será muito legal ver este projeto progredir.

(Próximo post)

A SAGExpo 2020 começou. Vão jogar o Cosmic Boll, vão.

5 de setembro de 2020 Deixe um comentário


Começou a SAGExpo deste ano com centenas de projetos de fangames e indies pra gente jogar maaaas o site imediatamente explodiu de sobrecarga de visitantes e não sei se volta tão cedo.

No perfil de Twitter da SAGE há uma listinha de links alternativos. Recomendo jogarem o remake do Sonic Robo Blast 1, que tem uma zona completa e tá bem bonitão. Tô doido pra finalmente jogar a versão completa do Sonic Frenzy Adventure, mas o cara não disponibilizou um link ainda.

Pessoalmente, a demo do Cosmic Boll ficou bem longe do que eu pretendia por motivos de crise pessoal nos últimos meses mas tá com 5 fases prontas. Ainda falta mais uma, além de chefes e cutscenes para fechar o primeiro arco do jogo.

Data da SAGE 2020 Anunciada

19 de maio de 2020 1 comentário


A Sonic Amateur Games Expo é uma exposição online de fangames do azulão que também serve para promover projetos indie originais. Já tem 20 anos de história, e apesar de tantos jogos terem sumido do mapa após uma demo ou outra (até hoje lembro do tal do Everlasting Song…), sempre valeu o prazer de criá-los para a diversão de outros mundo afora.

Marcaram o evento entre 5 e 12 de Setembro, mas os detalhes sobre inscrições ainda estão por vir. Veremos se eu consigo um bom progresso para o Cosmic Boll até lá…