Arquivo

Posts Tagged ‘Indie as Hell’

Expo SP Jam no SESC Santana

12 de outubro de 2012 Deixe um comentário


Por acaso a exposição de jogos indie brasileiros criados durante a SP Jam que ocorreu em Agosto está acontecendo no SESC Santana. Fui lá há três dias (9/10) para ver as novidades.

A exposição se encontra na “lan-house” do local. Há uma estante com diversos jogos de cartas e tabuleiros com temáticas incomuns (onde eu compro o baralho de jogo de luta?) e ao lado disso um punhado de cartuchos de Atari com artworks bacanudas nas labels. Também havia um arcade ao lado, mas estava desligado.

Apenas dois computadores estavam disponíveis pra jogar. Como o lugar estava quase vazio, só tive que aguardar uns 10 minutos pras crianças me passarem a vez. Há 17 jogos para ser escolhidos no menu. Alguns deles, como Baddies Beat, precisam de browser pra funcionar… e realmente não funcionavam. Outro caso estranho foi HMS Lemuria, que não cabia na tela. E sim, esses problemas ocorriam nos dois computadores.

A falta de instruções também atrapalhou. Dungeon Looters parecia legal, mas pediu para dois jogadores apertarem Start ao mesmo tempo e eu não tive idéia de como fazer aquilo. Este jogo, como outros na lista, deve ter sido feito para ser jogado com joystick, mas não havia nenhum.

A seguir um pouco sobre 3 jogos que joguei:

Paper Wars, um jogo de plataforma e tiro sobre stickmen num mundo de papel, estava divertido mas o mapeamento dos controles no teclado me deixou desorientado e eu acabei desistindo.

Breu é um jogo único em que o personagem tem de encontrar a saída do calabouço em que se encontra. Digo que é único pois a partir da segunda fase não se vê nada na tela. A intenção é que um segundo jogador, possuidor do livrinho com os mapas de cada fase, guie o primeiro através dos sons de madeira, ossos ou água que ele ouve enquanto anda.

Por fim, Woopa é um jogo de plataforma em que personagens de forma semelhante ao Lolo, o Mettaur e o Kirby, porém com cara de velhos, devem soltar prisioneiros e trabalhar em equipe para ao menos um chegar no final da fase. A maioria deles são abandonados ao serem usados como plataforma para passar por barreiras altas ou buracos com espinhos. A build do jogo tinha só duas fases, mas um bug perto do fim que joga os personagens pro céu me enrolou por várias tentativas. O jogo foi divertido e sua música repetitiva, porém legalzinha e memorável.

Enfim, tem Jogos Indies Brasileiros em Santana. Vão testá-los também se puderem, antes da exposição acaber em 28/10.

(Review – Romhack) Sonic Classic Heroes

24 de setembro de 2012 3 comentários


O hack Sonic Classic Heroes, lançado há pouco tempo durante o Sonic the Hedgehog Hacking Contest, é o resultado da parceria entre Flamewing (Sonic 2 Heroes) e ColinC10 (Sonic 1&2). O jogo permite jogar Sonic 1 e 2 em sequência com Sonic, Tails e Knuckles jogáveis ao mesmo tempo tal como em Sonic Heroes e geralmente sem queda de FPS, o que é tecnicamente impressionante.

Poder controlar o Tails e o Knuckles a qualquer hora torna o jogo bem fácil, mas não tira a diversão. O Sonic é substancialmente mais rápido que os outros, possui o Insta Shield e tem habilidades especiais com os escudos (o normal habilita o Homing Attack), então ele não deixa de ser relevante.

Há um sétimo Special Stage de Cameltry para combinar com os 7 de Half Pipe, que agora dão as Sol Emeralds do mundo da Blaze como em Sonic Rush. Muitos devem ter ficado horrorizados ao ver três personagens ao mesmo tempo nos Special Stages de Sonic 2, mas eu continuo a não ver dificuldade em vencê-los com a CPU seguindo o Sonic. É só adiantar um pouco os pulos e pronto…

Ao juntar todas as 14 esmeraldas, é possível ver o momento mais fabuloso da história do Mega Drive: Sonic multicolorido com duplo shine, Tails dourado mestre de 4 periquitos e Knuckles rosa choque também com duplo shine arrasando na tela ao mesmo tempo.


Também há alguns outros detalhes interessantes, como poder salvar o progresso, um código que ativa o modo Super no começo de cada fase com 100 anéis e para-quedas pras tartarugas na Sky Chase, pra ficar claro que elas não morrerão ao chegar no chão.

Quem estiver interessado pode baixar a rom no link abaixo:
http://info.sonicretro.org/Sonic_Classic_Heroes

Cobertura da SAGE 2012

7 de agosto de 2012 3 comentários


A SAGE 2012 começou há algumas horas. Tem um update do Before The Sequel com uma trilha sonora original fantástica, uma bela demo do After The Sequel, os ótimos Freedom Planet e Emerald Ties…

…E The Emeralds’ Awakening.

Lembram desse fangame? LEMBRAM?!

…Ah, eu não pude participar com o Project Spikepig, e não há muita novidade nele pra mostrar agora.

-Mini Reviews-
The Emerald’s Awakening:

Este jogo é um protejo iniciado em 2004. Alguns de vocês devem se lembrar da primeira fase noturna e da raposa azul protagonista. A demo tem 3 fases disponíveis e alguns chefes. Certas partes do level design confundem um pouco e há um excesso de armadilhas sacanas em outras, mas em geral o jogo é competente. Por desgraça, ele pode ter voltado só pra morrer depois…

Emerald Ties:

Outro projeto antigo que voltou a ativa. Gravatas de Esmeraldas teve suas duas primeiras fases reconstruídas e agora tem uma nova com neve. Recordes de Time Attack podem ser upados pra internet e há uma competição disso acontecendo agora.

Sonic Before The Sequel:

Before The Sequel, o jogo que elabora uma história entre Sonic 1 e 2, foi terminado há um ano e tem boas idéias em suas fases e chefes. A novidade agora é uma excelente trilha sonora original e um chefe novo pro Super Sonic. Se não jogaram ainda, joguem.

Sonic After The Sequel:

De acordo com o manual do Sonic 3, nada interessante ocorreu entre ele e o Sonic 2, mas LakeFeperd discorda disso. As fases estão ainda mais bonitas do que no jogo anterior e o level design está melhor, apesar de ainda ter detalhes que considero questionáveis. No fim do ano a versão completa será lançada e certamente terá bastante sucesso.

Freedom Planet:

Lembram de quando eu postei a fonte do fangame cancelado Sonic Strife aqui? Freedom Plant é uma evolução enorme do que havia naquele jogo. O jogo, que não deve ser visto como fangame, foi criado na engine Sonic Worlds e portanto tem a jogabilidade geral do Sonic, mas com certo foco em combate físico. Lilac possui um airdash semelhante ao do Sparkster e do Pulseman cuja energia vai carregando conforme ela pega cristais ou corre. É importante saber onde usá-lo para terminar a fase disponível rapidamente e destravar a Carol, cuja jogabilidade – mais lenta porém com wall jumps – lembra Mega Man X. Apesar de alguns dizerem que toda e qualquer semelhança com Sonic deve ser removida, eu creio que o jogo está praticamente perfeito do jeito que está. Freedom Planet é um dos melhores jogos desta SAGE, então nem pensem em ignorá-lo só por causa dos fancharacters, semelhanças com Sonic ou outros motivos bestas.

Sonic Fusion:

Desta vez o Fusion só tem uma fase nova e os modos Story e de missões não estão disponíveis, mas o modo online continua funcionando e vocês deviam jogar umas partidas nele. Também saibam que o Espio só é jogável no modo online depois de terminar cada fase no Time Attack em pouco tempo.

Sonic Run 3:

Em 2006 eu era moleque e criei 2 jogos tosquissimos no TGF. Eu não tenho moral pra reclamar da aparência e jogabilidade primitivas de Sonic Run 3, mas não entendo o porque desde jogo ainda não estar pronto. Passou um ano e o cara só trouxe mais um ato de um jogo ridiculantemente simples, mais uma vez sem nem botar inimigos? Sério?

Sonic Zero

Outro fangame épico com excelente level design, Sonic, Tails, Knuckles e Amy jogáveis e 3 fases disponíveis. Em breve uma demo com mais conteúdo será lançada.

-Outras coisas-
-Foi dito no IRC da Sage que o Sonic Rebirth está em hiato. Fico feliz porque seu sumiço me fez pensar que ele estava cancelado.
-LakeFeperd e Falk foram entrevistados na TSSZ.
-Felizmente, Sonic Edge não apareceu na SAGE porque o Techokami foi criar Relic Hunter e não por causa de problemas com a palavra “edge”.
-“…looking back on these, where did Project Spikepig go? I wanted to see how it improved =(” -Techokami (Pois é, tem gente que se importa e eu os decepciono.)

(Romhack) Sonic 2: Battle Race

29 de julho de 2012 3 comentários

Sonic 2: Battle Race é um novo hack de Sonic The Hedgehog 2 lançado no dia 24/07/12 pelo ColinC10 (que surge uma vez por ano com um hack legalzão, como o Robotnik’s Revenge, S3&K: The Challenges e o Sonic VR). A novidade aqui é um modo multiplayer competitivo com a tela normal ao invés da split-screen usada no Versus normal do Sonic 2.

Durante o jogo, a câmera foca nos dois jogadores até ser forçada pelo jogador que estiver na frente. Quem for deixado pra trás e engulido pela câmera morre enquanto o líder ganha um ponto. Quem tiver mais pontos no final da fase ganha. Os itens são os aleatórios e 1up conta como ponto.

Eu dediquei 1 hora aqui pra jogar este hack com minhas duas irmãs (17×1 contra minhã irmã-do-meio e 18×0 contra a caçula, haha) e além de renovar minha felicidade mais uma vez graças a Sonic 2, concluí que este multiplayer é melhor do que o original. Além de ter todas as fases menos a SCZ e a DEZ disponíveis, é muito mais intenso ter o Sonic e o Tails brigando ao mesmo tempo na tela. Nessa situação, só importa estar na frente, sempre lembrando do level design enquanto toma decisões loucas que normalmente não seriam feitas. Só não vale pegar atalho, pois o jogo ignora isso.

Então, se tiverem um joystick e alguém pra jogar junto com vocês, recomendo muito este hack. Há alguns bugs, mas não são frequentes e não atrapalham muito. Usem Start+A para sair das fases e Start+B para fazer os dois jogadores voltarem ao último checkpoint visitado, caso seja necessário.

Link de download:
http://forums.sonicretro.org/index.php?showtopic=29392