Arquivo

Posts Tagged ‘Fangame’

Sonic Worlds Delta 1.5.0 é lançado

1 de janeiro de 2016 1 comentário

Há alguns dias foi postada na SFGHQ e na Sonic Retro uma atualização da engine Sonic Worlds, que desde vários anos é uma das melhores e mais fáceis de usar entre as engines para fangames do azulão e que até chegou a ser adaptada para projetos indie comerciais. De acordo com os autores Techokami e Mr. Potatobadger, há grandes melhorias nesta versão:
Sonic Worlds Delta Debug
-A jogabilidade foi reprogramada de tal forma que ela agora é praticamente idêntica a do Sonic 3 & Knuckles, inclusive com o código daquele jogo sendo usado como referência para corrigir a física do voo do Tails.
-Programação de inimigos melhorada. Não há mais chance do personagem bugar e não quicar ao esmagar um badnik.
-Mecânicas dos jogos modernos do Sonic nunca foram parte do escopo da engine Worlds, mas para lidar com a demanda por essas coisas os autores implementaram o Shadow com boost, Homing Attack, pulo em paredes e pisão.
-Um modo Debug igual ao da trilogia original.

A versão Delta 1.5.0 é feita para ser compatível com o Multimedia Fusion 2 e o Clickteam Fusion 2.5. Como o futuro Clickteam Fusion 3 não será compatível com os makers anteriores, o projeto será recriado do zero como o Sonic Worlds Fusion. Mas até lá o Delta continuará recebendo correções e adições.

Spikepig Devlog

26 de agosto de 2013 3 comentários

…pois é, não tenho tido habilidade de escrever reviews neste mês…

Mas por outro lado, como não há nada crítico para ser implementado em geral no Spikepig, posso criar mais fases sem me atrapalhar no MMF2. Sério. Por hoje demonstro que tenho aproveitado o pouco tempo que tenho de paz no computador sem qualquer pessoa ao meu redor para avançar o projeto.
SSZ11
No ato 3 da Shiver Square há neve caindo pela tela. Para bem e mal eu tenho feito o possível para eu não ter slowdown enquanto faço testes, então espero que a neve não atrapalhe o fps do jogo.
SSZ12
A propósito, nesse ato 3 há vento arrastando o Sonic pela tela de seis em seis segundos. Pode ser que nesta zona toda é palpável o quanto eu sou desagradável e quero lhe causar sofrimento, mas principalmente, a intenção nessa gimmick é imitar a fase Polo Sul do The Lucky Dime Caper. Os bonecos de neve até foram editados por cima de um inimigo daquela fase…
SSZineditor
Um bom pedaço da fase está pronto e espero não perder muito o ritmo e a diversão de montar o jogo. Preciso pelo menos construir a Parabolic Pachinko para a SAGE deste ano e arranjar uma boa forma de implementar os plot points ridículos do enredo nas fases.

Ainda não tenho certeza de quando a SAGE começará. Outubro ou Novembro, talvez?
hybluknux
Até lá tem mais.

O fangame Mother 4 ganha site e trailer, zoom.

19 de agosto de 2013 Deixe um comentário

lets-adventure
Mother 3 é o final da notória série cult de RPGs do Shigesato Itoi. E quem terminou o jogo deve ter notado que aquilo era realmente o ponto final da história para ele. Entretanto, fãs clamam por uma continuação e em resposta a isso o Itoi disse coisas como querer estar na posição de jogador e que as vidas dos fãs do jogo são um Mother 4. De fato, é comum ler sobre gente fortemente influenciada pela série. E entre eles, é claro, alguns tentam inventar seu próprio fangame Mother 4. O mais promissor deles, liderado por Zephys e com o trabalho de várias pessoas, acaba de receber um site, trailer e estimativa de lançamento:

Divertido esse trailer, não? Até o Claus tava rolando de rir aqui perto, mas enfim… A pixelart deste fangame é competente e o sistema de combate deve estar bem acertado. Resta torcer para que o enredo e diálogos estejam com aquele jeitão cômico, desconfortável e tão memorável que é uma referência de como jogos coloridos pós-modernos devem ser.
mushroom
Veremos se Mother 4 é bom no “Inverno de 2014”. Enquanto isso, visitem o site dele para ver mais alguns screenshots e ouvir algumas de suas músicas, boing.

Categorias:Games, Indie Tags:, , ,

Devlog:

19 de julho de 2013 Deixe um comentário

Title
Pelo meu processo mental típico, ontem eu enfim inventei uma tela título pro Spikepig que pouco tem a ver com o que eu estava pensando até então. Desde o mês passado eu pude consertar praticamente tudo o que era problemático na Sonic Worlds Beta e também adicionei certas bobagens para o jogo em geral, então deve ser possível criar mais fases sem complicações.

Só por escrever isso o WordPress já corrompeu a resolução original da imagem acima. HUEHUE.

A build atual no Wuala é de alguns dias atrás.* Não consigo upar nada no Mediafire por enquanto.

*Build atualizada (22-07-2013)

Preview 3 do Sonic XG

25 de junho de 2013 Deixe um comentário


O lançamento do Sonic After the Sequel e a proximidade do lançamento do Sonic Chrono Adventure e do Mega Man Unlimited do post anterior me fizeram lembrar de ir olhar como está a situação do nostálgico Sonic XG, que retornou após um longo hiato. Encontrei esse trailer de dois meses atrás que mostra, entre outras coisas, que a fase Robotnic Resort é realmente a Egg Garden que vimos há anos no cancelado Retro Sonic, com o mesmo chefe no fim. De acordo com um comentário do autor no vídeo, boa parte do jogo está pronta. Será que teremos algo jogável na próxima SAGE?

(Review – PC) Sonic Before The Sequel Aftermath

7 de fevereiro de 2013 1 comentário

Title
Enquanto o lançamento do Sonic After The Sequel ainda está sendo segurado pela produção de sua trilha sonora, o LakeFeperd lançou hoje um pequeno spinoff: Sonic Before The Sequel Aftermath.

O jogo se diz experimental quando o jogador escolhe a resolução de tela. “Se ficar irritado, você é só mais um TRUE SANIC FAN fanboy”. Isso é porque o jogo é um “metronic”, um Sonic com elementos de Metroid. Não confundam com “metroidvania” pois não há nada de Castlevania aqui.
Gameplay
Esse negócio de metronic significa que há várias conexões entre as fases e o Sonic pode encontrar novas habilidades. A primeira é uma espada, que apesar de deixá-lo mais lento e remover o rolling attack é necessária para derrotar rapidamente os inimigos resistentes.

Os movimentos com a espada não são tão fluídos ou interessantes como poderiam ser nas mãos do Sonic, mas pelo menos é sempre possível voltar ao modo normal se ele estiver no chão. Também há upgrades para a espada espalhados pelas fases. Se pegar o suficiente ela começará a disparar raios, o que não é tão grande coisa quanto parece. E eu não tenho como fazer comparações com a jogabilidade do Black Knight pois eu nunca joguei aquilo e raramente lembro que ele existe…
Gameplay3
…Mas essa espada me faz lembrar de quando a Samus foi pro planeta Zebes e encountrou o Ridley que lhe perguntou “Ah, Samus. Quais são os seus negócios aqui?” e a Samus respondeu “Eu vim para por um fim a isso.” E então o Ridley levou a espada da Samus embora.

Perto do final há um par de tênis com jatos para usar pulos duplos ou um pulo longo. Essa é a parte mais legal do jogo pois essa mecânica é bem aproveitada até o final da fase.

Aparentemente existem outros itens, mas eu não os encontrei pois lutei com o chefe final logo em seguida. É um inimigo que surge misterioso no começo mas na verdade é um chefe básico bacaninha que não requer uso dos powerups. O jogo acaba sem um final ou conexão entre sua inexistente história e o enredo do Before e do After The Sequel.
Gameplay2
Realmente o jogo é bem experimental e parece mal-acabado ou um protótipo de algo maior. As fases se esticam demais com caminhos sem-graça e gimmicks são raras. Somando isso com as músicas tranquilas há o potencial de causar sono no jogador. Sonic pode pegar apenas 30 anéis e perde 10 por golpe, mas nem dá pra perceber alguma diferença de dificuldade trazida por essa mecânica. Além disso, anéis se tornam inativos quando Sonic tem 30, o que aumenta a sensação de vazio nas fases. Também há várias situações em que surge a impressão de que um chefe vai atacar o Sonic, mas nada acontece.

Depois de terminar o jogo o Tails é destravado, mas não testei muito ele. Fiquei pensando se devia continuar o jogo com o Sonic para ver se tinha perdido algo, mas surpresa: o jogo volta ao início e sem upgrades. E para o aumento de minha chateação eu descobri na galeria de artworks que a Sugar Splash do After The Sequel não terá chefe. Espero que pelo menos ela não termine sem nada especial.

Enfim, Aftermath serve como uma distração até o After The Sequel aparecer. Dura menos de uma hora e vale uma jogada para ver as suas idéias, mas não baixem ele na expectativa de que o jogo seja Sonic 4 como vocês o imaginam.