Arquivo

Archive for the ‘Fangames’ Category

SAGE 2018 no ar

28 de agosto de 2018 1 comentário


…há dois três dias, mas depois que eu mandei um protótipo do Cosmic Boll pra lá eu fiquei sem internet pelo resto do fim de semana. E mal consigo baixar alguma coisa mesmo assim, então num vai dar pra cobrir direito o evento, não.

O jogo que mais deu o que falar na exposição é um remake do Sonic Chaos nos moldes de Sonic Mania. O Sonic Chaos era um jogo fora do comum, com fases curtas onde o objetivo era explorar e juntar 100 anéis para acessar as Fases Especiais, e não apenas correr até a placa de chegada. Este remake joga isso pela janela e traz um level design mais convencional e veloz. Pelo que vi em videos, o ato 2 tem um mapa bem no estilo Chaotix: vertical, serpentino e um tanto confuso. Se não prestar atenção, dá pra correr em círculos sem saber onde ir. A engine do jogo, com o nominho de Crimson Engine, foi criada pelos próprios desenvolvedores e parece convincente. No geral o remake está sendo feito com esmero e parece sim bem promissor.

Outro jogo que estou tentando baixar sem sucesso é o Kyle & Lucy: Wonderland, um trabalho do cara que tinha feito o fangame Sonic Zero. Tem visual bem bonito, dois gatinhos como protagonistas e algumas mecânicas interessantes como Spin Dash nas paredes.

Uma surpresa legal é o Dream Dasher, onde controlamos uma bolota roxa e rolamos por aí quicando nos bichos do mal com dashes aéreos. Quando resolvi trazer de volta o Bolinha eu não esperava ter concorrência na SAGE, mas até dois fangames de Kirby apareceram.

Entre outros projetos interessantes há uma nova demo dum fangame legal de Crash Bandicoot e um tal de Grand Dad Mania, baseado num bootleg de Flintstones do NES que virou piadinha viral há certo tempo.

Trailer da SAGE 2018

30 de julho de 2018 Deixe um comentário


Ano novo, Sonic Amateur Games Expo nova. A exposição foi adiada pro dia 28 de Agosto e quem quiser participar tem até o dia 18 pra mandar projetos para os organizadores. O trailer acima mostra um punhado de jogos, incluindo alguns bem promissores com personagens originais. Tem uns bem toscos também mas o que importa é que foi com coração, certo? Como sempre, vai ser bacana dar uma olhada em cada um.

Mega Man Maker 1.3 lançado

24 de março de 2018 1 comentário


Saiu hoje um update do Mega Man Maker com uma boa quantidade de novidades. Mais chefes, obstáculos e dispositivos, e também o Proto Man e o Bass jogáveis. Parece que numa das atualizações anteriores até teve uma adição que eu aguardava muito, que é poder colocar armas destraváveis nas fases para montar labirintos no estilo de Metroid e Castlevania.

Parece uma boa hora para voltar a criar algumas fases. Podem baixem o fangame pelo site oficial dele.

(Review – PC) MegaMan Battle Network Chrono X – Demo 5.0

23 de março de 2018 Deixe um comentário


A demo 5.0 do MegaMan Battle Network Chrono X saiu recentemente anos após a demo 4 porque os caras tiveram que reprogramar a engine umas duas vezes e ainda por cima a casa do líder do projeto foi vítima de enchente. Felizmente, Chrono X continua promissor e rende algumas boas horas de diversão apesar de ainda ter só três capítulos prontos. O melhor é que eles prepararam um modo multiplayer no jogo!… que por enquanto requer que o jogador procure oponentes no servidor de Discord ou no fórum do jogo e que eu pesoalmente não tenho como fazer funcionar…

Bom, o jogo se passa um ano após o Battle Network 6 e traz referências a série Mega Man X e ligações com a continuação Mega Man Star Force. O X aparece como um singelo super programa que por enquanto não tem qualquer caracterização e que se funde ao MegaMan para lutar contra a propagação do Vírus Z. O enredo também procura desenvolver melhor os personagens, mostrando como o Lan e o MegaMan amadureceram e ganharam reconhecimento durante suas aventuras.

As combinações de inimigos que aparecem como parte da história são um tanto complicados desde cedo. Esses até regeneram vida o tempo todo.


Quanto a jogabilidade em si, Chrono X parece usar mais o terceiro jogo da série como fundação do que os posteriores. Diferentemente do BN6 ou até do Shanghai.EXE Genso Network, leva algum tempo até termos acesso a battlechips poderosos ou um baralho eficiente de um ou dois códigos para disparar ataques um após o outro.

Isso também se deve a uma certa falta de variedade nos chips disponíveis atualmente. Enquanto jogava eu notei que praticamente não haviam bônus de Regular Memory, que permitem dar prioridade a um certo chip no começo de cada luta. O escudo Reflector que era essencial no BN6 também é bem menos eficiente pois vários inimigos possuem ataques que atravessam escudos ou atingem o MegaMan pela lateral.

Minigame de Simon Says… minha maior fraqueza…


O comportamento dos inimigos e chefes, assim como os objetivos nas fases de calabouço no fim de cada capítulo, estão num nível consideravelmente desafiador. Mesmo o chefe do final do primeiro capítulo pode ser letal se não prestar atenção em seus golpes e lá pro final começam a aparecer inimigos que regeneram HP o tempo todo, mesmo durante a pausa entre cada turno. Eu acabei apanhando um bocado dos chefes e até cheguei a tomar game over na fuça sem ter salvo o jogo antes!

Em certo ponto da história o MegaMan recebe um novo sistema de Estilos chamado “Memento” que dá a ele os poderes de inimigos que ele matou em jogos anteriores. Cada forma vem com habilidades interessantes mas também reduzem certos atributos e desativam o bônus de Sincronia Total que dobra o poder do próximo chip. Por enquanto só há a primeira forma, que é baseada no QuickMan que apareceu no segundo jogo.

Chrono X também usa o NaviCust de sempre para colocar habilidades adicionais no MegaMan, com as mesmas regras do terceiro jogo. Além disso, algo que faz muita falta é que não há qualquer mecânica inédita no jogo. Mesmo aquele sisteminha maroto do BN6 de garantir que dois chips apareçam ao mesmo tempo durante as lutas foi cortado.

O modo multiplayer eu não pude testar, e não só por causa do desempenho da minha conexão. O jogo trava se tentarmos usar o mesmo save numa máquina diferente! Nesse lance de prevenção contra trapaças ele até se fecha sozinho se o Cheat Engine for aberto ou o usuário tentar buscar macetes na internet. Essa segunda prevenção acabou não caindo bem entre vários usuários, ainda mais depois daquele barraco do Sonic Gather Battle que aconteceu meses atrás, e será removido num update futuro.

Como em Mega Man ZX, o X acaba fazendo papel de relíquia pra transformação de tokusatsu. Pena que ainda não está disponível no jogo.


Em geral o MegaMan Battle Network Chrono X é um projeto promissor mas que ainda precisa de algo mais pra se engrenar como o Battle Network 7 que pretende ser. Ainda por cima o beta atual acabou sendo hilariamente ofuscado pelo beta recente do Shanghai.EXE, que tá com praticamente todas as mecânicas prontas e tem muito mais conteúdo. Recomendo muito jogarem ambos caso ainda não os conheçam.

O port para smartphones ainda não está disponível e deve sair junto com a versão 5.1, que também trará melhorias ao modo multiplayer.