Início > Games, Reviews > (Review – GBA) Gekido Advance: Kintaro’s Revenge

(Review – GBA) Gekido Advance: Kintaro’s Revenge


Gekido Advance é um jogo de beat ‘em up lançado em 2002 pelo estúdio italiano Naps Team. É uma continuação do Gekido: Urban Fighters de Playstation 1, que é um jogo cult que eu nunca joguei mas que parece bacana em vídeos.

Enquanto que no original havia vários personagens jogáveis, aqui podemos jogar apenas com o guerreiro Tetsuo que é enviado para resolver o mistério de uma invasão de mortos vivos num vilarejo distante. Os botões A e B dão golpe fraco e forte, respectivamente. Cada um tem um combo básico, sendo que é preciso apertar AAABBA ou AABBBA para lançar a sequência mais poderosa que termina num “Roriúgui” flamejante. Apertar B enquanto corre faz o Tetsuo dar uma voadora com outro efeito interessante: ela lança inimigos para o alto e permite sequencias infinitas no canto da tela. Não é à toa que os chefes ou vem em duplas ou não são inimigos convencionais.

Também é possível arremessar inimigos ao chegar bem perto deles ou soltar uma aura repelente com A+B. Como no Streets of Rage 3, esse movimento só custa energia se usado antes da barra de especial encher. Tanto o botão L quanto o R fazem o Tetsuo pular, e o básico da jogabilidade é isso. Simples, mas eficiente. As fases tem um formato labiríntico e costumam nos fazer ir e voltar de um canto a outro para poder abrir portas trancadas, mas cada conjunto de inimigos só aparece uma vez.

Então a jogabilidade é boa e vem acompanhada de bons gráficos e uma musiquinha empolgante quando inimigos aparecem, mas acreditam que mesmo assim a Naps Team pisou na bola a ponto de tornar o jogo medíocre?! O jogo tem um sério problema de dificuldade. Há um número decente de tipos de inimigos que servem papeis variados e não há do que reclamar do desafio em lidar com vários deles de uma vez, mas vejam só, ao menos três tipos de inimigos sempre metem o pé na cara do Tetsuo a não ser que você esteja pulando quando a luta começa!

As fases também são recheadas de armadilhas como conjuntos de rodas espinhosas que rolam pela tela e blocos esmagadores que aparecem do nada quando você pisa ao lado deles. Sim, vocês passarão o jogo inteiro tomando dano que é simplesmente impossível de prever. Tem até uma tela em que os inimigos lhe golpeiam antes que você possa controlar o Tetsuo!! Não demora até isso corroer toda a graça do jogo.

Inimigos mortos podem deixar powerups como poder extra e um que aumenta a velocidade do Tetsuo e lhe permite usar repetidamente os golpes que normalmente fecham uma sequência. Tem mais um que acerta a tela inteira com uma magia potente e outro que torna o Tetsuo temporariamente invencível, mas também há items com efeitos negativos que poluem as arenas. Se clicar num desses por acidente, o Tetsuo pode ficar lento, ter os controles invertidos ou até ficar incapaz de atacar por alguns segundos.

Para sobreviver todas as sacanagens de Gekido Advance nós contamos com 5 vidas e cada fase ganha vale uma vida extra. Até que isso é generoso da parte do jogo, mas vale lembrar que as senhas recebidas após cada fase correspondem ao número de vidas que lhe restam. Se ficar só com uma, terá que aguentar isso ou começar do zero e tentar jogar melhor.

Após a derrota do chefe final, o jogo recicla as ilustrações da abertura para mostrar o Tetsuo e seu mestre discutindo sobre uma nova invasão demoníaca. Os outros protagonistas do jogo original estão convocados para a missão, mas Tetsuo é avisado de que esta nova ameaça já conhece tudo sobre nossos heróis. Tetsuo pede mais detalhes e… o jogo acaba nisso e sem nem uma lista de créditos. Infelizmente, a série Gekido tem estado morta desde então, com o Gekido 2 e um jogo para smartphones basicamente cancelados sem muita cerimônia.

Categorias:Games, Reviews Tags:, ,
  1. 4 de novembro de 2017 às 12:58 PM

    Agora fiquei na dúvida com este jogo. Ele está marcado na minha lista de games para revisar porque gostei de jogar o comecinho dele e… essa ligação com o Playstation também é interessante. Mas não sabia que ele possuía essas coisas chatas sobre danos etc. Bom, valeu pelas dicas, agora eu sei que se quiser jogar ele vou ter que dar um upgrade na minha paciência.

    • 4 de novembro de 2017 às 2:19 PM

      Mesmo no começo tem aqueles buracos que aparecem de repente, não? O pior são os cachorros, que não só te dão uma pancada do nada como também atravessam a tela mais duas vezes e são invencíveis. Tem que ter paciência mesmo.

      • 4 de novembro de 2017 às 2:27 PM

        Joguei muito pouco mesmo, e quando encontro algo estranho e difícil no início de jogatinas eu nunca culpo o jogo porque eu ainda não dominei os comandos e pode ser que o que eu julgue difícil, seja apenas falta de experiência, isto é, culpa minha. Mas ao ler seu texto percebi que o game é complicadinho mesmo.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: