Arquivo

Archive for fevereiro \23\UTC 2014

Cobertura da SAGE 2014 Act 1

23 de fevereiro de 2014 7 comentários

SAGE2014
A SAGE (Sonic Amateur Games Expo) é uma convenção de fangames do Sonic e utilidades indies em geral que o Ryan “Blazehedgehog” Bloom e amigos iniciaram há mais de uma década. Por ter pulado 2013, neste ano a SAGE será feita em duas partes como antigamente, esta e depois no final de 2014. O Overbound e o Slade Bad organizaram o evento desta vez.

Eu vou tentar jogar a maior parte dos jogos durante a SAGE e comentá-los neste post. Também lhes convido a provar o trabalho do pessoal e já recomendo a nova demo do Sonic Time Twisted e o update do Sonic Chrono Adventure.

-Sonic Time Twisted
VVZFuture
Infelizmente, como o meu netbook roda mal pra caramba este jogo feito no Game Maker Studio eu não pude aproveitar muito.

O Time Twisted é um projeto das antigas que eu acompanho desde idos de 2007. Pelo que lembro, o enredo do jogo se passa após o Sonic 3&K, sendo que o Dr. Eggman está morto e o Metal Sonic está buscando as Pedras do Tempo (do Sonic CD, lembram?) para ressuscitá-lo. Sonic, Tails e Knuckles estão disponíveis, mas saibam que a aparição do notório chapéu do Knuckles na tela de seleção é só provocação.

O Mekkakku Sonikku imediatamente aparece como chefe quando apertamos Enter na tela título. Ele só fica parado e atira lasers de vez em quando mas não dá sinal de quando vai atacar. O mais chato é que o jogo espera que nós derrotemos ele sem anéis.

Depois que o Metal bate a cara numa parece, a Attraction Attack começa e pude sentir que a jogabilidade e o design de fases está no caminho certo. Como no Sonic CD, existem placas que fazem o Sonic viajar entre o passado e o futuro da fase, mas a transição ocorre imediatamente sem ser preciso buscar algum lugar espaçoso para correr.

Leiam também a entrevista da TSSZ News com o Overbound sobre o jogo e esta convenção.

-Sonic Chrono Adventure (v1.1)
ChronoA2
Baixei o jogo e copiei o save que eu já tinha, mas a fase depois do chefe Granpé ainda não funciona aqui. Eu derrotei o chefe final e joguei certas partes fora de ordem por meio de alguns truques simples, mas não é hoje que eu jogo direito Sonic Chrono Adventure até o fim. Às vezes não dá certo eu bancar a ~autoridade gamística~ com este nível de hardware…

(Parece que outras pessoas tiveram esse problema. O Lake disponibilizou um save que pula essa parte do jogo)

Enfim, este jogo tem uma pegada metroidvania com movesets alternativos para o Sonic e um enredo mais elaborado que explica o sentido de coisas estranhas vistas no Before e no After The Sequel. Joguem, que o jogo é bacaninha, sim. E se serve de motivação lembrar, o jogo é BR.

-Sonic The Hedgehog: Project Eclipse
Eclipse
Uma demo com um ato jogável. O level design e jogabilidade são decentes, mas o que atrapalha é o Sonic perder velocidade durante qualquer pulo. E só pra constar, o jogo rodou no meu netbook com as músicas engasgadas apesar do frame rate estar normal. Pelo menos não travou como o Time Twisted.

-Sonic The Hedcgehog GG/MS Remake
screenshot114
É o Sonic 1 do Master System com gráficos 16 bits, Spin Dash e Tails e Knuckles jogáveis! E agora eu tenho certeza que não vou conseguir jogar qualquer coisa feita no Game Maker novo… Mas vão jogar esta demo se puderem, que o Renhoek parece estar fazendo um excelente trabalho.

-The Love Story Known As JAM
jamgame
JAM é um platformer do ECLIPSc70, que é um projeto original e não um fangame. A demo tem uma fase grande meio sandbox pra testar o gameplay. Um dos comandos troca a música e certas partes do level design, liberando e bloqueando rotas. O botão de ação, além de atacar inimigos, também serve para ganhar o apoio de NPCs e ativar gimmicks quando usado nos momentos certos.

Sonic: Edge of Darkness
screenshot111-300x168
O Delta Hedgehog preparou 2 atos para esta demo do Edge of Darkness. Um de floresta e um de deserto, com Sonic, Tails e Knuckles jogáveis.

O Sonic tem o Homing Attack e pode dar pulos de parede. O Homing Attack corta a velocidade no ar e deixa o Sonic meio escorregadio ao pousar, então não deve ser usado descuidadamente – ainda mais porque a maioria dos inimigos na demo possuem alguma proteção contra ataques vindos de cima.

Em geral o projeto está bem promissor.

(Review – GBA) MegaMan Battle Network 3 Blue

21 de fevereiro de 2014 3 comentários

mmbn3covers
Nos anos 2000, a Capcom adaptou a franquia Mega Man para o GBA como MegaMan Battle Network, um Action RPG sobre um mundo onde qualquer equipamento eletrônico está integrado a internet e as pessoas possuem smartphones chamados PETs com inteligências artificiais chamadas NetNavis para ajudá-las em seu cotidiano.

E como tudo é controlado pela internet e as autoridades são incompetentes, não faltam situações absurdas porém sinistras que põem em perigo a vida em cidades inteiras. Durante essas confusões um menino chamado Lan Hikari e seu navi, MegaMan, trabalham juntos para combater os vilões.

Com enredos nonsense e um sistema de combate único e interessante, a série MMBN fez algum sucesso entre a molecada da época mas certamente desagradou os fãs dos platformers, até porque o primeiro MMBN era medíocre. Dizem que chegaram ao ponto de vaiar um cara que sugeriu o MegaMan.exe para o Marvel Vs. Capcom 3 numa Comic Con.

Estes jogos estavam entre os meus favoritos na época em que eu comecei a aproveitar a emulação e descontando um leve contato com Mega Man 8, foram eles que me introduziram às aventuras dos Blue Bombers. Por isso e pela recente movimentação que tenho visto no fandom da série, tentarei comentar aqui alguns MMBNs.

Por falta de organização e por propósitos de recomendar para vocês algo que valha o tempo gasto, é melhor pular o primeiro jogo por enquanto e começar pelo Battle Network 3, o melhor e mais popular entre os fãs.
Leia mais…

(Indie) Weebish Mines

20 de fevereiro de 2014 Deixe um comentário


O Del Duio lançou seu novo jogo, o Weebish Mines, há alguns dias no site dele. Este jogo de ação ocorre num labirinto subterrâneo em que os 4 personagens devem procurar por animais perdidos. Há diversos itens e armas que podem ser úteis na jornada porém usam um dos três tipos de jóias coletáveis como munição. Se um personagem morre ele vira pedra e aí fica complicado trazê-lo de volta.

O jogo está sendo vendido por 5 dólares, sendo que também há uma demo para testes.