Arquivo

Archive for setembro \27\UTC 2013

(Indie – iOS) Vanished

27 de setembro de 2013 3 comentários

Memórias da Commonplace Compo e de Eversion…


A Pixel Heart Studios lançou um jogo de terror chamado Vanished para os celulares iOS. Como diz a citação do H.P. Lovecraft na tela título, os humanos temem o desconhecido e neste jogo parece que não há imagem. Controlando a câmera com o sensor de movimento, o jogador deve se guiar pelos sons ao redor para lutar contra e escapar de criaturas assustadoras.

Até o final do mês o jogo é grátis. Não tenho iOS pra jogá-lo e comentar como é, mas fica aí a dica pro Halloween deste ano.

Categorias:Games, Indie Tags:

Nigoro anuncia La-Mulana 2!

20 de setembro de 2013 Deixe um comentário

LaMulana2
Há alguns dias, a Nigoro postou um teaser de um projeto que dava a entender que seria sobre a mitologia nórdica. Mitologia, vindo deles? Sim, ele confirmaram hoje que o novo jogo é uma continuação para o La-Mulana! Não há muita informação ainda, mas haverá uma pequena demo jogável na estande da Nigoro na Tokyo Game Show 2013 e o novo enredo vai elaborar algumas coisas mencionadas no primeiro jogo.

Enquando aguardamos mais novidades, recomendo novamente a versão original do La-Mulana, para PC com patch de tradução. O remake do jogo está disponível no Steam e vez ou outra ele fica em promoção.

Categorias:Games, Indie Tags:

Demo de Dreaming Sarah lançada

20 de setembro de 2013 Deixe um comentário

580314_511826012239723_772773720_n
O que eu tenho tentado postar desde cedo, sem conseguir por falta de conexão, é que o Andre Chagas lançou uma demo do Dreaming Sarah hoje. Não tenho como comentar pois o jogo não funcionou no meu netbook bobão (não por culpa dele – Construct funciona pior que Game Maker na minha carroça), mas espero que vocês consigam jogar este adventure platformer e mandar feedback.

(Review – Android) Save the Snail

18 de setembro de 2013 Deixe um comentário

Puzzlers 2D com física complexa como o Angry Birds e o Where’s My Water tem sido populares nos smartphones e eu não tenho tido muito contato com eles desde que perdi meu progresso no Angry Birds por causa de um Big Crush que ocorreu no meu celular, mas agora o pessoal da Alda Games me pediu para comentar o Save the Snail que eles lançaram há 2 meses e portanto vejamos o que este jogo tem para nos mostrar.
caracol
Em cada fase de Save the Snail temos um ou mais caracóis, diversas gimmicks, algumas armadilhas e estrelas para serem coletadas. O importante aqui é largar os items disponíveis para rolar o caracol em segurança enquanto tenta coletar estrelas e deixá-lo em algum lugar com cobertura.

Quando não há mais items ou o botão de fim é usado uma chuva de pedras ou um sol com lasers varrem a tela. Se o caracol sobreviver a isso a fase estará ganha, enquanto o tempo levado e as estrelas coletadas ficam como objetivos secundários.

O jogo tem apenas 24 fases, mais uma expansão paga na versão iOS. As fases não chegam a ser descabeladamente difíceis, mas algumas requerem um bom timing no uso de items. Gimmicks como plataformas girantes, bombas, garrafas-foguetes e um item que puxa os caracóis mantém a variedade nas fases.
caracol2
Então, no final das contas este Save the Snail foi um bom passatempo pra mim ontem. Graficamente ele também é caprichado, enquanto que não há músicas… mas embora os devs tenham me comentado que reconhecem isso como um problema, os jogos deste gênero geralmente não tem trilha sonora mesmo, não é?

Links:
App Store
Google Play (42 MB; se transfere automaticamente pra memória interna e vira 2 MB)

Os devs estão considerando expandir o jogo após lançarem seus projetos atuais, como o World of Cheese.

Post 395: Retronews is Unbreakable

15 de setembro de 2013 1 comentário


Depois de um bocado de tempo em desenvolvimento e uma campanha no Kickstarter, o adventure platformer Spud’s Quest foi lançado pelo Chris Davis ontem em seu site próprio por 5 euros. O jogo parece um sucessor digno para a série Dizzy (foi até elogiado pelos criadores do ovo aventureiro) e eu ficaria contente em comprá-lo se ele receber joinhas o bastante para ser Greenlightado.

Quanto ao platformer explorativo Treasure Adventure World do Robit Studios, começou uma campanha de pré-venda que também é crowdfunding e os compradores que pagarem mais receberão extras. Para quem não conhecia o projeto, recomendo jogar a já excelente versão original freeware lançada em 2011. E mais uma vez, joinhas por favor…

Novo teaser de Dreaming Sarah

14 de setembro de 2013 Deixe um comentário


Vejam acima esse novo teaser de Dreaming Sarah! Enfim tenho coragem e alguma novidade para postar sobre este jogo brasileiro aqui, meses depois de conhecê-lo por meio do Sabat comentando sobre ele no Retroplayers. Na época, a campanha de crowdfunding do jogo no Catarse foi interrompida quando o autor, Andre Chagas, conseguiu o apoio da GameHouse/Atrativa como publisher e desde então o projeto continua promissor. Ele será lançado em Maio de 2014, de acordo com sua página no Greenlight.

Feito no Construct 2, Dreaming Sarah é um adventure platformer que como provavelmente notaram é semelhante ao Yume Nikki. Sarah ficou em coma após um acidente e deve explorar seus sonhos em busca de uma solução. Para alcançar certas áreas ela deve encontrar itens que lhe dão habilidades e efeitos como um guarda-chuva para planar, uma lupa para diminuir ou um colar que a transforma em peixe.
Sarah_GIF_02-15-13
O Andre tuitou anteontem que vai lançar uma demo no mês que vem, então fiquem atentos. Enquanto isso, joinhas no Greenlight do jogo são bem-vindas como sempre.

Categorias:Games, Indie Tags: