Início > Games, Reviews > (Review – Game Boy) Yoshi’s Cookie

(Review – Game Boy) Yoshi’s Cookie

Desde alguns meses eu tenho pensado em ir à Santa Efigênia procurar lojas retrogamisticas com cartuchos de Game Boy (Color) para jogar no meu GBASP que tá quebrado e não roda mais jogos de GBA.

Fiz isso hoje e comprei um Yoshi’s Cookie japonês por 10 reais. Depois de voltar do passeio, liguei o GBASP e surgiu uma descarga elétrica que arrebentou por dentro a tela do portátil, enchendo-a de pontos e riscos.

Puta que pariu.
YCookieTitle
Yoshi’s Cookie existe no Game Boy, NES e o SNES. A versão de GB foi lançada em 1992. É um dos muitos jogos que eu conhecia só o nome sem nunca tinha visto nem um screenshot, mas como eu sabia que ele é um puzzle simples e sem enredo, me pareceu uma boa opção de compra mesmo que o cartucho seja o japonês.

Yoshi e Mario aparentemente estão organizando biscoitos para empacotá-los. É fácil entender as regras do jogo: cada fase começa com um grupo de biscoitos na tela e com o botão A e as setas, deve-se arrastá-los para formar linhas e/ou colunas de um tipo de biscoito para elimina-los até limpar completamente a tela. O Game Over ocorre quando a tela fica entupida.

Ao completar uma linha a produção de novos biscoitos é atrasada. Como a velocidade dos próximos biscoitos aumenta conforme se marca pontos, é preciso limpar a tela rapidamente antes que tal meta se torne impossível.
YCookiePlay
O jogo registra combos quanto duas ou mais linhas/colunas são eliminadas em sequência. O botão B acelera a produção de novos biscoitos quando movimentos não são possíveis e o biscoito-Yoshi pode ser usado como coringa, completando qualquer grupo.

Tem também um modo competitivo em que ficou visível o quão ruim eu sou para visualizar rapidamente possibilidades de combo nesse jogo. E o pior é que nesse modo o Yoshi é um tipo extra de biscoito e não serve para completar os outros. 4 pessoas podem jogar nesse modo se tiverem o equipamento adequado, o que não é o meu caso.
Yoshi's Cookie (USA, Europe)_08
Em geral, Yoshi’s Cookie é um puzzle bacaninha e bom para passar o tempo. Foi legal eu ter encontrado ele barato. É. Joguem um pouco se tiverem a curiosidade. Hmrm.

  1. 10 de fevereiro de 2013 às 7:34 PM

    Quem diria! Acho que é a segunda vez que vejo você escrever sobre um jogo de Game Boy que possuo o cartucho. A primeira vez foi com Kakomunja.

    Possuo exatamente o ヨッシーのクッキー (Yoshi no Cookie), assim como você. É um jogo divertido; passei bastante tempo jogando-o. Gostava de ver as “vinhetas” a cada dez estágios completados!
    Não me lembro se ele possui uma história. Preciso ler o manual algum dia.

    Já terminou o jogo? No final há uma supresinha. Lembro-me que pouco entendia de japonês, mas sei lá como eu descobri o que era a coisa na época.

    • 11 de fevereiro de 2013 às 12:10 AM

      Depois de colocar o GBA quebrado de volta no saco, eu joguei no emulador 15 fases do jogo e o modo Vs. antes de escrever o review. Acabei de ver a segunda vinheta.

      • 13 de fevereiro de 2013 às 1:28 AM

        Que insensibilidade a minha… Também lamento por seu Game Boy Advance SP.

        Olhei o manual do jogo e… que novidade: não há história. Só instruções de como jogar.

      • 13 de fevereiro de 2013 às 5:06 AM

        Tudo bem, obrigado.
        A Nintendo não ter inventado qualquer enredo para este jogo não é mesmo impressionante, afinal o Miyamoto é conhecido por remover o máximo possível de foco nos enredos de jogos.

  2. 11 de fevereiro de 2013 às 1:05 PM

    Ótima resenha, curti. Sinto pelo teu game boy.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: