Início > Games, Reviews, Sonic The Hedgehog > (Review – Android) Sonic The Hedgehog 4 – Episode I

(Review – Android) Sonic The Hedgehog 4 – Episode I

STH4Title
9 de Setembro de 2009: Project Needlemouse é anunciado. Passaram-se 3 anos e apesar da minha memória eu ainda lembro das coisas que aconteceram na época. O fangame Project Needlemouse: The Emerald Hills foi anunciado na mesma data por coincidência, confundindo muita gente por nada já que o projeto nunca foi terminado. E quando o Needlemouse da Sega foi confirmado como Sonic The Hedgehog 4, todos ficaram obcecados com cada detalhe estupidamente possível, torcendo pro jogo superar o Sonic 3 ou pelo menos ser digno do pesado nome. Depois o jogo foi vazado e revelou-se uma porcaria, o que fez a Sega atrasar o lançamento para substituir duas fases e… não mexer em muita coisa além disso.

Quando lançado o jogo gerou um punhado de controvérsias, ganhando notas altas e baixas de quem o resenhava. Pra uma criatura relativamente das antigas como eu era fácil apontar problemas e reclamar sem nem olhar muito, mas como seria ter o jogo em mãos e realmente sentir sua jogabilidade e gameplay?

No último Domingo eu ganhei um celular com Android de presente da minha mãe e o Sonic 4 tá custando só 2 reais na Google Play como parte da promoção de fim de ano da Sega… mas como não tenho cartão internacional eu tive que piratear a apk do jogo mesmo assim.

Um Dashpad  na frente de um TÚNEL. Vai se ferrar, Sega.

Um Dashpad na frente de um TÚNEL. Vai se ferrar, Sega.


A jogabilidade do jogo é como o que tenho ouvido falar dela. O Sonic só acelera enquanto o jogador estiver segurando para frente, caso contrário ele para imediatamente, o que é algo que dificulta o uso consecutivo do Spin, atrapalha em várias situações e é tosco de se ver: imaginem o Sonic sendo lançado por um flipper e parando imediatamente porque vocês não estavam segurando pra frente.

Bizarramente, um Spin Dash de um único toque tem 95% do potencial de um Spin Dash carregado, provavelmente pra tentar esconder as bizarrices de aceleração do jogo. O pior é que se for lançado por uma rampa enquanto está rolando, o Sonic se desenrola. Esse é o infame “uncurling” que provavelmente foi programado para forçar o uso do Homing Attack.

Homing Attack em 2D é apelação, sim, e essas sequências de Bubbles em cada fase são um tanto genéricas, mas antes isso do que tediosas barras de grinding dimpisticas para todos os lados… Falando nisso, esses dois esquemas tem algo em comum: por várias vezes eles aparecem do nada em situações que são imprevisíveis numa primeira jogada.
STHCasino
O level design é surpreendentemente bom (eu esperava nada dele). Certamente há dashpads exagerados em posições redundantes e alguns buracos cruéis para saltar a dificuldade nos 10% finais das fases, mas não tanto quanto eu imaginava. Há bom uso de gimmicks nas fases, como nas áreas verticais da Casino Street. Essas gimmicks e o uso delas acabam por ajudar cada fase a ter uma identidade própria apesar dos gráficos de todas elas gritarem que foram copiados de Sonic 1 e 2.

A Splash Hill é um tanto estranha: o Ato 1 não possui gimmicks, o Ato 2 possui exclusivamente um tipo de gimmick e o ato 3 possui o outro tipo de gimmick. Porque não variar e misturar eles? E existem posições no jogo em que eu fiquei sem saber se havia alguma forma de passar sem apanhar. Quando quer, o jogo torna-se altamente frustante. Provavelmente seria pior se a Dimps tivesse feito mais de 4 fases.

E há os dois infames atos que foram cortados da versão de consoles e mandados pro iPhone e o Android. O carrinho de mina na Lost Labyrinth até que é legal, mas o Ato 2 da Casino Street… esse negócio… Vejam só este rabisco que fiz no Paint:
CasinoStreet2
Isso é toda a fase. Tudo o que se faz nela é entrar no caça-níquel até ter 100000 pontos. Daí pode-se deixar o Sonic cair para a saída ao lado. Numa fase de casino em Sonic, ter um lugar em que é fácil brincar com a gimmick de caça-niqueis é desejável no level design dela, mas como se pode gastar um ato inteiro só com isso?!

E ainda me falta comentar sobre os Special Stages. O método para entrar neles é o mesmo do Sonic 1 e CD: 50 anéis pra entrar no portal no fim da fase. Detalhe: Só é possível pegar uma Esmeralda do Caos por ato. Nem pensem em pegar as 7 na Splash Hill Ato 1.

O minigame usado aqui é novamente o clone de Cameltry, só que com limite de tempo e a rotação do labirinto é controlável – exatamente como no Cameltry. E se o minigame é exatamente como o Cameltry, deve ser mais divertido já que se controla o labirinto pro Sonic seguir tranquilo ao invés de ter de enfrentar uma rotação automática, certo? CERTO?!

NÃO!

O level design dos Special Stages são os mais difíceis possíveis, com limite de tempo curto, necessidade de pegar muitos anéis para destravar barreiras, bumpers frequentes e as malditas bolas GOAL/! que causam fracasso instantâneo.

Mas o problema não é a dificuldade das fases. O problema é que a jogabilidade nos Special Stages é podre.

Toda vez que o Sonic toca uma parede, ele quica. E quando ele finalmente para numa superfície, ele gruda por vários segundos mesmo com a tela virada em 45 graus. Imaginem tentar controlar o Sonic por um corredor estreito em zigue-zague nessas condições (e não se esqueçam do limite de tempo). Frus-tan-te pra ca-ra-lho, ainda mais aqui no Android, em que a rotação é controlada imprecisamente quando inclino o celular. Eu passei uma hora tentando o Special Stage 3 (a opção Restart no menu de pausa pode ser abusada) sem sucesso. Há tempos não sinto tanto ódio por um jogo. Como puderam lançá-lo com uma jogabilidade dessas?!
STH4Labyrinth
O que não posso é ficar surpreso ao ver a Dimps fazendo besteira. Vejam só o nível deles: ao fazer o Sonic rolar neste jogo o efeito sonoro de carga do Spin Dash toca. Se você tentar carregar o Spin Dash então, o efeito sonoro do Sonic rolando toca. E este não é o único jogo recente do Sonic com esse erro.

O que mais me insulta é o retorno de um grande inimigo, o MALDITO Limite de Tempo de 10 Minutos em cada fase que NÃO PODE SER DESLIGADO. O pior é que na época em que Sonic 4 estava sendo produzido, havia uma lista feita por fãs sobre coisas que um Sonic 4 deveria ter e esta putaria estava entre elas! Vocês realmente querem estar limitados a 10 minutos para passear pelas fases? E se nunca pensaram em explorar uma fase de Sonic, o que vocês tem a ganhar com o limite? O limite de tempo não é parte do porque de Carnival Night e Sandopolis serem detestadas?!

No mais, a trilha sonora é decente, mas esses sons retroaraques que o Senoue pegou para fazer as músicas não soam legal. Não é à toa que dizem que há gatos mortos no som deste jogo: o tema da Splash Hill parece mesmo uma sinfonia de gatos fantasmagóricos.

No departamento de chefes, o Eggmobile da Splash Hill é o da Green Hill com um ataque novo. Na Casino Street temos o da Casino Night com algumas diferenças. O da Lost Labyrinth é original. Na Mad Gear surge o Eggmobile da Metropolis, só que os mini-Eggmans explodem por sacanagem com os veteranos ao serem atingidos. O chefe final é meu velho rival, o Giant Mech, que começa inofensivo e depois se torna apelão com invencibilidade, passos largos e rajadas de lasers.

Enfim, Sonic 4-1 definitivamente não é Sonic 4 como eu o imaginei (e certamente todos imaginam Sonic 4 de forma diferente) mas também não é pior do que o Sonic 2006 e o port do Sonic 1 pro GBA. O jogo é curto, simples (nem há um enredo), experimental e seus problemas chegam a ser catastróficos, mas mesmo assim há diversão para se ter nele… eu acho…

  1. 23 de dezembro de 2012 às 5:43 PM

    Liguei o celular e descobri que ele deletou todos os aplicativos por nenhum motivo aparente. Santa Maria das Bicicletas.

  2. Hysterical Dark
    29 de dezembro de 2012 às 12:39 AM

    ……

    Baseado no q vc escreveu, acho q não perdi mta coisa então ‘-‘ Gatos fantasmagóricos? LOL cara eu acho esse tema da Splash Hill um saco, como botaram essa música no Sonic Generations ¬¬?

    • 29 de dezembro de 2012 às 4:42 PM

      Ouvi a versão do Generations agora e.. que “versão do Generations”, que nada, é a mesma música, com o mesmo MIMIMIAUUUU bizarro. Então fui procurar o remix do Mario & Sonic… e os gatos apareceram de novo.

      E falando nisso, o Sonic 4-2 tem instrumentos que dizem que soam como patos…

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: