Arquivo

Archive for novembro \26\UTC 2012

(Review – PC) Sonic Fusion

26 de novembro de 2012 3 comentários


Sonic Fusion é um fangame russo que esteve em desenvolvimento por vários anos, com uma fase nova a cada SAGE até recentemente, quando o Felik cancelou o projeto e upou uma última versão.

Me sinto estupidamente triste.

O lado bom é que apesar de incompleto, o jogo tem uma boa quantidade de conteúdo: 9 fases de um ato mais 4 missões, Sonic, Tails, Knuckles e Shadow jogáveis e um modo multiplayer online que funciona muito bem apesar de geralmente estar vazio…

A jogabilidade usa três botões de ação. O primeiro pula e executa uma habilidade quando usado no ar (Tails voa, Knuckles plana, Sonic e Shadow usam Homing Attack…); o segundo é usado para ataques de curta distância e aquela cortada que se pode usar ao ser lançado por molas (o Knuckles pode usar isso durante pulos normais); e o terceiro tem um propósito diferente pra cada personagem, que ao ser usado gasta sua barra de especial: Sonic possui seu turbo, o Tails atira monitores de anéis (cujos anéis falsos não afetam nada), Knuckles soca fortemente o chão e pode pegar e jogar inimigos (infelizmente ele pega e já atira logo em seguida. Essa mecânica deveria ter sido mais explorada) e Shadow pode atacar com seu Chaos Spear e Chaos Blast.

Fases como Sparkling Complex e Majestic Ruins me deixaram uma excelente impressão, enquanto que Outer Wood foi a mais dispensável. O estilo de level design remete ao do Sonic Advance 3 e creio que na maioria das vezes o jogo consegue equilibrar bem as sequências automáticas de velocidade com as áreas de gimmicks, inimigos e platforming. Há no mínimo dois caminhos para o final de cada fase e por vezes o Knuckles pode seguir por rotas exclusivas.

As cutscenes foram todas cortadas do modo Story. Se iniciá-lo, terá que completar 8 fases (a Splash Hill não aparecerá) com o Sonic. Infelizmente, a nave Egg Bomber do Dr. Eggman é o único chefe do jogo. No final essa máquina reaparece com seus dois ataques fortalecidos e Sonic deve derrotá-lo sem nenhum anel. E fiquem sabendo que não há continues no jogo.

Fui derrotado por esse desgraçado ao enfrentá-lo pela primeira vez – com um Double K.O. Pela Santa Maria Das Bicicletas, mas que desgraça. E não, o jogo não tem um final.

O modo online que mencionei permite que até 4 jogadores compitam em corridas nas 9 fases do jogo ou lutem em três arenas adicionais. O Espio é um personagem disponível exclusivamente neste modo… eu acho. Lembro dele nas versões anteriores, mas não sei como destravá-lo…

Enfim, Sonic Fusion é um bom fangame, especialmente quando tem gente disponível no modo online. É chato um projeto ambicioso com cutscene animada na abertura, modo online e planos de modos story com artworks fiéis ao estilo da Archie Comics ter acabado incompleto, mas parabenizo e agradeço o Felik por ter levado-o até aqui.

Para baixar o jogo, cliquem aqui.

Sonic XG Ressurge

23 de novembro de 2012 Deixe um comentário

Durante os anos 2000, Sonic XG, Retro Sonic e Sonic Nexus eram a elite fangamística que os fangueimers admiravam. Após diversos hiatos os três projetos se fundiram como Retro Sonic Nexus, o que também não deu certo conforme alguns dos autores foram se ocupar com outras coisas (O Taxman portou o Sonic CD com a Retro Engine, lembram?). Após isso, bons jogos como Eggman Hates Furries, Sonic Classic, Axiom e o Before The Sequel trouxeram ânimo a cena fangueimística, porém sem ter como apagar a memória do RSN e o inevitável pensamento de que “gostaria que aquilo tivesse dado certo”.

…De repente descubro que há dois meses o Joseph Waters postou um trailer novo do Sonic XG no Youtube:

Metade do projeto está pronto e ele está confiante que desta vez o jogo iniciado pelo Sir Euan será lançado.

Eu me sinto estupidamente feliz.

CV Fighter, Versão 5

9 de novembro de 2012 1 comentário


Foi lançada há alguns dias a quinta versão do super boss rush de Castlevania feito pelo Serio no Mugen. Agora dá pra jogar com o Juste e o Maxim do HoD, a Shanoa do OoE e a Sakuya do fangame “Castlevania com Minas Anime 2”. Entre os chefes novos há o Minotauro do HoD com mais ataques tirados do RoB, o Skull Knight do mesmo jogo e essa mulé pelada do screenshot acima, que apareceu no Castlevania Rebirth.

Edit: Foi lançada a atualização com Montano, o herói de um dos “Clonevanias” de celular. Como sempre, é necessário baixar o jogo inteiro de novo para jogar com ele.

Outra novidade é poder usar itens ao segurar o botão Start, se lembrarem que essa mecânica agora existe (eu me esqueci constantemente de usá-los, acostumado com a inexistência deles). Parece que há uma loja para comprar mais itens, mas não entendi como isso funciona.

Infelizmente essa atualização rodou com queda de fps no meu netbook… Espero que as próximas voltem a ser boazinhas com máquinas carroças (falo da versão Winmugen, já que rodar a 1.0 é pior ainda).

O site do projeto é este:
http://serio.piiym.net/CVBla/

Dicas e coisas úteis que tenho notado:
-No menu de personagens, com o cursor sobre o Simon, aperte Start + Ataque 1 para jogar com o Simon-Chicoteador-de-Oito-Direções de SCV4 ou Start + Troca de Subweapon para jogar com o Simon 8-bits. Use isso com o cursor sobre o Richter para que ele tenha suas roupas de Rondo of Blood (sem diferença em jogabilidade) ou se torne o personagem conhecido como Hanz Belmont (rival do Richter no cancelado Bloodletting do 32X cujo sprite foi reusado para o Richter no RoB).
-Aproveite bem a invencibilidade temporária do backdash e dos ataques especiais dos personagens.
-Se segurar a seta pra cima por vários segundos, começará a recuperar MP mais rápido.
-Pegue as esferas vermelhas com estilo pra ganhar bônus de HP essenciais pra continuar vivo. Também é assim que se consegue o powerup para atirar subweapons em sequência.
-Se morrer, perderá todos os bônus ganhos até então.
-O Simon 8-bits é a única versão do personagem até agora capaz de usar o rosário como item crash.
-A Grand Cross do Julius corta pela metade a barra de hp de inimigos grandes e/ou voadores. Se o inimigo for pequeno e/ou não voar, o crash da bíblia provavelmente será mais útil.
-O modo cooperativo é difícil pra caramba. O problema não é os inimigos serem mais resistentes, mas sim a barra de MP, que é compartilhada, demorar um tempo GIGANTESCO pra se recuperar mesmo segurando a seta pra cima e com um jogador morto.
-Não joguem o modo arcade como um jogador com o controle do P2, pois isso causa bugs. Também não escolham o “Simul” no modo Survival pelos mesmos motivos.