Início > Games, Reviews > (Review – GBA) Donald Duck “Adv@nce”!*#

(Review – GBA) Donald Duck “Adv@nce”!*#


Donald Duck Advance é o port para GBA do Goin’ Quackers. Enquanto que as versões para N64, PSX e GBC usaram engines do Rayman, esta versão foi lançada em 2001, um ano antes do Rayman 3 (mas talvez a engine seja a mesma mesmo assim, ou pode ser a do Rayman Advance). O enredo do jogo sofreu pequenas alterações: Donald descobre que o Merlock sequestrou a Margarida ao ler um jornal ao invés de estar assistindo ela na tv, o Merlock rouba a fonte de energia da máquina teletransportadora do Prof. Pardal para que Donald não o siga e o Gastão não participa da história.

A jogabilidade é bem semelhante a das versões de console, com 2 HP, pulo duplo e socos, mas não há como tornar o Donald invencível. A novidade é poder fazê-lo correr com o botão R, mesmo que ele esteja rastejando.

Na versão original havia a sidequest de recolher brinquedos pelas fases. Aqui as esferas de energia, anteriormente inúteis, tomam o lugar deles. É obrigatório revelar as esferas e pegá-las antes do tempo acabar para ativar o final de cada fase. Geralmente esta mecânica é mais interessante nesta versão do que nas demais pois esses trechos do level design foram bem pensados.

O jogo tem as partes de fuga como o terceiro ato de cada grupo de fases (no caso de Patópolis ocorre a inversão do Donald caçando um esquilo por motivo nenhum), mas o único chefe é o Merlock no final, cuja dificuldade é espantosa em comparação com a maior parte do jogo. O pior nessa parte é um bug grave que mata o Donald se ele é acertado enquanto está encostando num sundae. Mesmo nessa e em outras partes complicadas do jogo, é difícil ver a tela de game over pois vidas extras podem ser acumuladas facilmente.

Os gráficos são bonitões e coloridos e até pegaram um pedaço da abertura da versão PSX, que no GBA impressiona um pouco. Os menus do jogo, pelo contrário, são horrorosos. As músicas usadas são as que vem do PSX e a qualidade do som não me parece ruim.

Em geral este é mais um jogo veloz e divertido na lista do Pato Donald. Ter que usar passwords num jogo de GBA chateia e a exclusão dos chefes também não é admirável, mas vale a pena jogar.

  1. 20 de setembro de 2012 às 11:56 AM

    Saudades dos jogos da Disney para os 8 e 16 bits. Infelizmente, esse jogo do Donald é muito fraco perante os antigos, ainda mais se comparado com o best of the best do Quackshot.

    • 20 de setembro de 2012 às 3:20 PM

      É, o Quackshot tinha várias sacadas criativas, enquanto este é um platformer bem mais simples.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: