Início > Games, Reviews > (Review – NES) Deblock

(Review – NES) Deblock

Aqui venho eu com mais um puzzle de NES: Deblock criado por uma produtora chamada Athena, em 1991 e só no Japão. Não confundam com o Deblock de iPhone, que é outros quinhentos.

Eu diria, e escrevo agora, que o jogo é uma mistura de Tetris com o Loopz… NO ESPAÇO!

Ahem, durante o jogo o jogador controla um cursor magnético, e deve grudar nele os blocos que vem, um de cada vez, de um dos 4 lados da tela. Para fazê-los desaparecer, é necessário formar quadrados com eles.
O jogo acaba quando 3 blocos passam pela tela sem ser usados ou quando a pilha de blocos fica grande demais e acaba bloqueando o acesso dos que estão vindo de fora da tela.

Marcação de pontos é algo que deve ser feito com cuidado no jogo. É a partir da linha rosa (7X7) que o jogo começa a dar pontos altos e tentar fazer algo além disso é suicídio. Eu mesmo só consegui fazer um 9X9 uma única vez, e acho que conseguir mais do que isso é impossível.

Os controles do jogo são simples: setas movem a pilha de blocos e A e B a giram. O problema é quando a pilha fica grande demais. quando isso acontece, o jogo ignora as tentativas de girar ou então gira por conta própria… Isso porque a rotação da pilha é bloqueada quando fica perto dos cantos da tela, como nas versões antigas de Tetris. Mas não justifica a mania da pilha em girar sozinha em momentos aleatórios.

Há dois modos no jogo: o A, que é “infinito” e o B que sobe de nível a cada 25 quadrados formados. Entre cada nível é mostrada uma constelação como “prêmio”, pra nos motivar a jogar até sabe-se lá onde e ver todas essas figurinhas.

Como disse lá em cima, o jogo se passa no espaço. Há várias estrelinhas passando pelo fundo da tela e a interface do jogo parece ser a ponte de comando de alguma nave. Considerando isso, os blocos provavelmente devem ser lixo espacial. Ainda sobre os gráficos e efeitos, é legal o jogo ter umas 6 texturas pros blocos, dependendo de que lugar eles ocupam na pilha. Também é bom poder saber tanto a forma quanto a direção do próximo bloco.

FUCK YEAH!


Além da música da tela-título, o jogo tem mais 3 e dá pra escolher qual ouvir durante o jogo. Nenhuma é tão boa quanto aquela música russa de vocês-sabem-onde, mas também não chegam a ser ruins.

Enfim, Deblock é um puzzle legal, com uma jogabilidade um pouco diferentre do que normalmente se espera de um jogo sobre blocos cadentes. Jogá-lo não é tão difícil se você não for muito ambicioso, ao menos até a velocidade aumentar. Ligeiramente recomendado.

Categorias:Games, Reviews Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: