Início > Games, Indie, Reviews > Review: Blockout (Mega Drive/Atari Lynx) e Blockout II (PC)

Review: Blockout (Mega Drive/Atari Lynx) e Blockout II (PC)

Blockout é um jogo polandês de puzzle lançado em 1989 para arcades, e portado pro Mega Drive e alguns outros consoles dois anos depois.
As versões comentadas neste post são a de Mega Drive e uma “continuação” feita por fãs para PC.

O jogo é um clone de Tetris, só que em 3D e visto por cima.
Também é muito mais complicado, já que é necessário preencher camadas inteiras no fundo do poço, ao invés de apenas linhas; e as peças podem ser giradas nos três axes de rotação, algo que confunde bastante no começo. Pior é que só é possível girar os blocos em sentido anti-horário, mesmo que o joystick usado tenha 6 botões.
Pelo menos o jogo é bem lento até chegar ao nível 4 e dá tempo de tentar se acostumar com os controles.
O que não dá pra fazer é pausar o jogo, já que o botão Start é o botão que derruba os blocos instantaneamente na base.

Quanto aos gráficos e sons, o jogo é bem minimalista. Os gráficos fazem bem seu trabalho: a transparência nos blocos enquanto caem, cores diferentes para blocos em profundidades diferentes e o grid nas paredes e chão ajudam a não errar na hora de derrubar os blocos.
já as músicas… O jogo não tem nenhuma. Bom, há uma música na tela título, mas não é nada demais.
Na tela de opções, é possível alterar as medidas do poço onde as peças caem, e que tipo de peças irão cair. Também há um modo multiplayer, que eu não cheguei a testar direito.
Concluindo, Blockout é um jogo bacana para se passar uma ou duas horas jogando, mas não acho o jogo tão divertido quanto o Tetris ou o Puyo Puyo. A complexidade dele acaba meio que irritando mesmo.


Ah sim, a versão pra PC.
Ela era pra DOS e deve ser abandonware. Mas não precisa ir mexer em emulador para jogar o jogo – é melhor e mais fácil ir pegar a “continuação” feita por fãs que roda em Windows normal e Linux.

Aqui é possível girar as peças também no sentido horário, e a tecla que força as peças ao chão é a barra de espaço.
Os gráficos são melhorzinhos – os blocos agora tem textura. Mas quem esperava ver escrito agora que está versão tem música vai se decepcionar porque ele não tem mesmo. Nem a tela-título. Uma opção para por música personalizada manualmente viria a calhar, mas nãããããooooo, né…
O maior atrativo para jogar está versão, fora ele ser 100% freeware, é poder fazer upload de placares, e vizualizar os placares de outros jogadores e assistir a replays de suas partidas.
Tirando isso, o jogo me parece igualzinho as versões de Blockout do passado. Apesar do “II” no título, isto é mais um port do que uma continuação.

Baixem o jogo (ou joguem uma versão em Flash) no site abaixo:
http://www.blockout.net/


É, acho que todo mundo já foi embora. Mas agora eu joguei um pouco da versão para Atari Lynx, então porque não alongar o post mais um pouco com algumas linhas sobre ela?

Nesta versão o poço não pode ser alongado até 7 por 7 tiles como nas outras versões – é uma versão portátil afinal.
Esta versão também não tem música (a não ser na tela-título), mas gosto dos efeitos sonóros usados nela.

Os controles são diferentes das demais versões: o botão A derruba as peças, o botão O1 é equivalente ao C da versão Mega Drive, e o botão B é equivalente aos botões A e B. As peças podem ser giradas tanto no sentido horário quanto no anti-horário, e o jogo pode ser pausado.
Eu me senti muito mais confortável com os controles dessa versão do que com os das outras.
Provavelmente seria legal ter um Lynx com esse jogo para passar o tempo.

Categorias:Games, Indie, Reviews Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 8 de outubro de 2010 às 5:02 PM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: