Início > Games, Reviews > (Review – NES e Arcade) City Connection

(Review – NES e Arcade) City Connection

Em minha jornada pessoal por jogos desconhecidos de nomes interessantes, acabei encontrando um jogo que eu havia visto em um episódio da Cruzada NES do Gagá Games: City Connection para o NES.


Na versão japonesa, o protagonista era uma garota. Por isso há esses corações no jogo.

Ahem, City Connection é um simples jogo arcade em que deve-se pilotar um carro por uma série de plataformas (9 no total, mais o fundo), passando por cada quadrinho para trocar a cor deles de azul para branco. A oposição aqui é uma série de carros de polícia que explodem o carro do jogador quando conseguem alcançá-lo.
…E quando o carro-herói explode, vira um monte de coraçõezinhos. É…

Mas enfim, para derrotar os policiais, é preciso pegar latas pelo cenário para atirar neles, o que os faz perder o controle de seus veículos, tornando-os vulneráveis a batidas. É possível marcar combos jogando uma viatura em cima de outra, mas as que piscam me parecem ser invencíveis a isso.

Agora… Eu tenho de admitir que, após várias tentativas, não consegui passar de uma única fase do jogo. E porque não consegui?
Vou lhes apresentar um certo sujeito:

Tão vendo essa birosca ai em cima?
Esse gato aparece aí aleatóriamente pelo mapa de forma repentina, e adivinha só o que acontece quando o carro acerta ele?
O bicho é atirado até a estratosfera, oras:

…E ENTÃO VOCÊ PERDE O JOGO.
Não, é sério. O jogo pune a gente pela imbecilidade de um gato cretino que aparece de repente PEDINDO pra ser atropelado!
Quando digo que ele aparece de repente, não estou exagerando. Quando ele resolve aparecer na mesma plataforma que o carro, há pouco tempo para reparar nele e dar meia volta, já que não só ele não está se movimentando, como também ele aparece ATRASADO na tela. Pior, às vezes você pode estar chegando de um pulo entre uma plataforma e outra… E o bichano aparece na beirada dela!
E nem pense em atirar nele – ele é INVENCÍVEL!
E tem mais! Uma vez eu fui acertado por um ESPINHO que apareceu do nada, justamente do lado do gato enquanto eu tentava desviar dele! Eu fiquei sem entender absolutamente nada.

O pior é que toda essa frustração com esse maldito gato poderia ser evitada se a jogabilidade do jogo fosse melhor. Descer das plataformas é fácil – o problema é subir de volta. Para pular até uma plataforma mais alta, é preciso segurar a seta pra cima durante o pulo. O problema é que existe um delay bizarro na ação de pular. Até agora eu não entendí como o pulo realmente funciona, já que as vezes eu aperto o botão e ele funciona direitinho, e em outras o pulo leva pouco mais de um segundo pra funcionar, o suficiente para trombar com o desgraçado do gato.

Ah, quanto aos gráficos e sons, eles são agradáveis. Não são ruins nem memoráveis… Ou eu é que não estou de bom humor para reparar muito.
…Nah, a música que toca no jogo é legalzinha, e o background – Nova Iorque com a Estatua da Liberdade e o World Trade Center ao fundo, é longo o bastante para não parecer repetitivo.

Enfim, City Connection vale apenas pela curiosidade mesmo, mas eu recomendo que evitem jogá-lo. Vai que vocês passem a odiar gatos e então comecem a chutá-los por aí…


Espera, não acabou ainda. Descobri que há uma versão arcade do jogo e resolví jogar um pouco.



Depois de jogar um pouco mais, eu reparei que a jogabilidade até que não é tão ruim. O problema é que toda vez que se vira o carro, ele dá um wheelie e não pode pular. E quando pula, não pode virar. O que atrapalha muito na hora de pular nas plataformas ou desviar do gato.

Eu não disse? Às vezes não dá MESMO pra desviar.


Eu também entendi como o sistema de combo funciona. Só é possível marcar combos se você deixar várias viaturas tontas ao mesmo tempo e então bater na de trás.

Fora as latas, há também um balão que aparece de vez em quando. A cada três balões coletados, o jogo pula algumas fases.

Cada fase do jogo é uma cidade de um país diferente. Eu consegui ver as 3 primeiras – Nova Iorque, Londres e Paris, mas não sei o que vem depois. O legal é que cada fase tem um sprite diferente para os carros de polícia. Não sei se os sprites usados condizem com a aparencia das viaturas reais usadas em cada país, mas seria legal da parte dos produtores do jogo se fosse mesmo.

Enfim, acho que o City Connection até que é um jogo divertido depois que se aprende a jogar.
Mas eu NÃO mudo minha opinião sobre o gato. Ele é tão irritante quanto Lakitus, Shellcrackers e Medusas Heads!

  1. 7 de setembro de 2010 às 3:29 AM

    Ei, você aí. Sim, você na frente do monitor.
    As imagens aparecem pra você?

  2. 7 de setembro de 2010 às 5:49 PM

    Aqui apareceram sim!

    Comédia esse jogo, hein? E vejo que compartilhamos o ódio ao gatinho. Não foi à toa que coloquei lá aquela foto dele sendo atropelado🙂

    • 8 de setembro de 2010 às 1:37 AM

      Quando terminei o post as imagens ficavam dando erro. Pensei que havia acontecido algo de errado.

      Pois é, o jogo é… Único. E esse gato é um dos obstáculos de videogame mais enfuriantes que eu já ví.

      Eu atualizei o post com uns comentários sobre a versão arcade, e depois de jogar mais um pouco, até que o jogo não é tão mal.

  3. tonshinden
    7 de setembro de 2010 às 5:58 PM

    kkkkkkk “ta vendo essa birosca ai em cima “ kkkkkk ri muito aki

  4. projetoeducacionaleducar
    29 de julho de 2014 às 8:05 PM

    Cara! estava a seculos procurando este jogo! Fez parte de minha infancia. Tbm odiava o gato! rsrsrsr

  5. 24 de setembro de 2014 às 7:16 AM

    shauhasuh cara a musica desse jogo é a coisa mais viciante do mundo shaushausha

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: