Arquivo

Archive for maio \20\UTC 2010

Sonic 4: Trailer da Splash Hill Zone

20 de maio de 2010 Deixe um comentário


Além disso, o jogo foi atrasado e será lançado apenas no segundo semestre do ano. E também foi confirmado que o jogo será lançado para o iPhoneZzzzzzzzz…
…E essa versão terá duas fases extras.

HIEN?!
Ah, ao menos os caras estão planejando melhorar a física do jogo. Espero que melhorem as músicas, também.

(Indie) Streemerz e novo prólogo do The Underside

13 de maio de 2010 Deixe um comentário


Há algum tempo, Arthur Lee começou uma competição na TigSource em que 52 pessoas escolhem um jogo da infame coletânea Action 52 do NES e criam um remake BOM dele. Streemerz, o remake, é um jogo de ação em que o personagem tem uma corda à lá Bionic Commando para escalar paredes. Além de referências a Bionic Commando, o enredo do jogo parece ter certos detalhes que terão mais graça e sentido caso o jogador seja membro do Fórum Tigsource e conheça o povo de lá…

Baixe o jogo aqui:
http://www.superfundungeonrun.com/?p=790

Meanwhile, in The Underside:

O prólogo do jogo foi todo refeito, e agora conta a origem do antagonista do jogo. Bom ver que The Underside não parou nem nada…

Categorias:Games, Indie Tags:,

(Review – PC) Mr. Blocko – Super Tournament Edition

11 de maio de 2010 1 comentário




Mr. Blocko é um puzzle similar a Tetris. Só que ao invés de mover os blocos que caem do topo da tela, você move o personagem do título, pulando e empurrando os blocos para os espaços vazios. Quando uma linha é formada, ela desaparece, mas você só receberá pontos pelos blocos que você empurrou, ou seja, que tiverem a cor do seu personagem. Ser esmagado pelos blocos deixa o personagem tonto por algum tempo, e o jogo acaba quando os blocos alcançam o topo da tela. O jogo tem um modo multiplayer para 2-4 jogadores, com certas regras que podem ser customizadas. O jogo em sí pode ser customizado de diversas formas, porém, não se pode gravar um high score se as regras do jogo principal estiverem modificadas. O jogo tem bons gráficos, músicas e jogabilidade em geral. Apesar de ser feito no Game Maker, o jogo é leve, e creio que computadores fracos não terão problemas em rodar o jogo.

Baixe o jogo aqui:
http://www.perfectrun.net/index.php?id=pageget/mrblocko
http://www.yoyogames.com/games/1514-mr-blocko-super-tournament-edition

(Indie) Challenge from Kiyoshi


Challenge from Kiyoshi é um jogo de ação em 8-bits cheio de fases complicadas lotadas de armadilhas de morte instantânea.
A barra de HP do personagem só é útil durante as lutas contra chefes, que também não são nada fáceis.
Para quem tiver paciência, baixe o jogo no link abaixo:
http://upload.lu/5yzx0q33j02d/KIYOSHI_no_1.02_upload.lu.zip.html

=(

Ah…
Eu estava jogando Rockman Zero 3 no meu GBASP há alguns dias, quando de repente a tela começou a ficar cheia de bugs gráficos e chiados bizarros começaram a sair do aparelho. Depois que eu desliguei e liguei o console, descobri que muitos jogos que eu tenho não rodam mais. Não sem travar logo após a tela-titulo. Outros, como Sonic Advance, rodam normalmente a não ser por algumas partes, no caso, o “Tiny Chao Garden”. E jogos como Kirby: Nightmare in Dream Land, rodam com bugs que tornam o jogo injogavel.
Em resumo, meu GBASP virou um “emulador ruim”. Será que tem como consertar?

Enquanto isso, algumas notícias RetroRapidamente atrasadas:
-A BR Maker vai fechar definitivamente daqui a algum tempo. Só não vou dizer que “a profecia se realizou” porque percebi que o fórum já estava abandonado há tempos…
R.I.P. BR Maker – Aqui vai uma rosa: —-;-@
(Não que eu tenha moral pra ficar falando mal)
-Já o Retrobits mudou de endereço. O fórum será fechado em Agosto.
-Fiquei sabendo pelo Ácido Cinza que o webmaster da Light Sword Cypher Mainframe conseguiu uma entrevista com o designer de Strider, da Capcom. Leia ela aqui.
-Lá no Passagem Secreta, 00Agent criou um remix da Theme of Monaco do Super Monaco GP.
Existe um jogo online de Tetris oficial. Como que eu demorei tanto pra ficar sabendo?! Agradeço o blog Continue por me revelar o site. O/

Categorias:Games, Geral, Indie

(Review – NES) Urban Champion

Urban Champion foi um jogo de luta lançado para o NES em 1985, inspirado no minigame Boxing/Punch-Out!!. Foi o primeiro jogo de luta lançado em consoles pela Nintendo, e também um dos primeiros do gênero.


O objetivo do jogo é bater no adversário, derrubando-o para trás, e ganhar território até conseguir jogá-lo para fora da tela. Quando o número de vidas de um dos lutadores chega ao fim, aparece um bueiro, e a luta termina quando o perdedor é jogado dentro dele.
No modo de um jogador, deve-se enfrentar a maior quantidade possível de oponentes até perder todas as 3 vidas. A dificuldade do jogo vai aumentando conforme o jogador derrota inimigos, e uma série de ícones na tela mostra quantos lutadores foram derrotados. O contador de rounds só vai até o 99.
Existem apenas dois tipos de ataque no jogo, o soco fraco, que não causa muito dano, mas é rápido e o soco forte, que derruba o oponente para trás, mas deixa o usuário com a guarda baixa. Usando as setas de cima e baixo, é possível mirar a direção do soco, e ao mesmo tempo, a direção em que o personagem bloqueia enquanto não faz nada. Ao mover o personagem para trás é possível desviar dos ataques do adversário.
Cada lutador tem um medidor de “Stamina”, que diminui conforme se dá e leva socos. Se esse número chegar a zero (o que não é tão fácil quanto em Punch-Out!!.), o personagem fica incapaz de lutar direito por algum tempo. O medidor de Stamina é completamente restaurado quando os personagens seguem para outra tela (Mas as suas vidas não.).
Durante as lutas, podem aparecer pessoas nas janelas dos prédios que tentam atrapalhar a luta atirando vasos de lá de cima. Esses vasos, se acertam um lutador, o deixarão tonto e vulnerável à um soco forte.
Também há a aparição de um carro de polícia, o que faz com que os lutadores se afastem um do outro, e assobiem feito idiotas até os tiras irem embora… Mas note que É possível, sim, ser pego e preso pelos policiais.
O jogo tem gráficos simples, e as poucas músicas não me foram muito memoráveis, mas foram agradáveis. O sprite usado para os lutadores é o mesmo, apenas com cores diferentes.
Urban Champion, não chega a ser TÃO ruim quanto falam por aí. Quando comparado com outros jogos Arcade da época, como o Donkey Kong e o Mario Bros., Urban Champion peca por ser muito repetitivo, mas ainda assim é um bom jogo para jogar um pouco vez ou outra, e importante pela sua contribuição para o gênero. Talvez ele até seja mais divertido de se jogar no multiplayer, algo que vale para vários jogos da Nintendo até hoje.

Categorias:Games, Reviews Tags: