Arquivo

Archive for fevereiro \28\UTC 2010

(Review – NES) Color a Dinosaur

28 de fevereiro de 2010 3 comentários

Hã, caras. As pernas mais escuras deveriam ser as de trás, não?


Color a Dinossaur é um jogo em que você pinta dinossauros.
Pois é, um jogo ridículo de PINTAR DINOSSAUROS existe para o NES.
Você escolhe um entre vários dinossauros, pinta-os como preferir… E só. Claramente o jogo é feito para crianças pequenas, mas acredito que mesmo elas se cansariam rápido deste “jogo”.
Para pintar os personagens, você deve selecionar uma área do dinossauro com as setas, ou mover o cursor livremete pela tela – dependendo de qual botão você apertou ao escolher o dinossauro.
As cores disponíveis não são muitas, infelizmente. É possível apenas invertê-las com o botão Select. Dependendo do tamanho da área que vai ser pintada, o jogador pode acabar esperando um looongo tempo até o cursor voltar a funcionar.
Músicas… O jogo só tem duas, e são bastante chatas. E olha que quem às compôs foi o Tommy Tallarico. Aparentemente, o cara não se deu bem com o hardware do NES nessa época.

Num tem verde, não? =(


Pois é, este jogo é uma droga. Ao jogá-lo, acabei me lembrando do The Animals que eu tinha no meu Sega CD, blergh!
Art Alive é melhor do que isto!

Categorias:Games, Reviews Tags:

Pecados Gamisticos

26 de fevereiro de 2010 8 comentários

Há algum tempo, o a.l.a.s da Game Retro postou um artigo a respeito de seus pecados gamisticos, gerando grande caos e controvérsia na comunidadade retrogamistica brasileira de blogs. Recentemente, eu fui convidado pelo Lord Heizel Diwänji a fazer a minha própria lista e eu pensei, “ora, por que não?”

1º: Da série Phantasy Star, eu só conheço o nome.
Eu cheguei a ver a caixa do 3 e do 4 algumas vezes em lojas, e já ouvi falar que eles foram traduzidos para o português pela TecToy…
Mas nunca cheguei a jogá-los, ou procurar mais informações a respeito.
E isso, por nenhum motivo em particular, a não ser por preguiça, suponho.

2º: Quase nunca joguei nenhum Metal Gear.
A não ser por alguns minutos do Solid 1 e do 4. Mas no caso do 1, eu não tinha a menor idéia do que era o gênero Stealth, e era SNAAAKE SNAAAAKE o tempo todo. E quanto ao 4, os controles me deixaram confuso. Maldito seja o controle do Playstation.
Também joguei o Ghost Babel do GBC, mas só algumas fases.

3º: Nunca terminei o primeiro Super Mario Bros.

4º: Nunca peguei todas as 120 estrelas do Super Mario 64.

5º: A maioria dos jogos e series que eu conheço hoje… Eu adquiri por meio de emulação e torrents.
E isso é terrível.

6º: Nunca joguei nenhum jogo do cactus.
Sempre ouço falar dos freewares desse cara e de sua fama, mas nunca joguei nenhum jogo dele, a não ser o Dungeon que ele fez com o Arthur Lee.

7º: Se eu tivesse tido um pouco mais de paciência com o Super Hydlide, eu o teria terminado antes do meu computador quebrar.
No final das contas, é isso mesmo. O que um puzzle irritante não faz de mal com a nossa vontade se jogar games, não?

8º: E o Landstalker também.
Acho que parei na dungeon final do jogo, mas perdí a paciência ao ficar confuso com todos os puzzles e backtrackings da fase.

9º: Estou viciado em terminar as fases do Mega Man Zero 3 com Rank S100.
Após passar um mês inteiro memorizando as fases do jogo e os movimentos dos vários chefes, eu finalmente consegui terminar o jogo todo com um placar perfeito. Porém, acabei incapaz de jogar o jogo de qualquer outra forma. Toda vez que perco um ou outro ponto no rank eu acabo resetando o jogo.

10º: Essa lista já tem 10 items.
Se a do Fara tinha só dois e ele foi jogado sem dó na Land of Hell, então eu…

11º: Eu nunca joguei nenhum Phantasy Star.
Mas vocês já sabiam disso, não é?

12º: Há muito tempo, eu comprei o My Hero do Master System.
E disso eu me arrependo muito.

13º: Quando eu ví aquelas galinhas, eu não pude aguentar…
EU TINHA QUE ACERTAR ESPADADAS NA CARA DELAS!

14º: Nunca joguei nada de Dreamcast e Sega Saturn.

15º: Um dos jogos que eu tinha no meu Sega CD era o The Animals.
Se é que aquilo pode ser chamado de jogo.

16º: Eu sempre joguei The Revenge of Shinobi e Maui Mallard no nível mais fácil de dificuldade.
E mesmo com vidas a mais, “fácil” é coisa que eles não eram.

17º: Eu uso save states, vez ou outra.
Mas nunca nos Mario e Zeldas do 64. Eu fiquei surpreso quando percebi.

18º: Phantas… magoria of Flower View foi o único Touhou “quase convencional” que eu consegui terminar em uma ficha.
Eu também consegui terminar o 12, mas acho que ele tava com lag demais pra contar de verdade…

19º: Neste exato momento, eu estou usando este blog para fazer um “Top X”, o que é visto com maus olhos por pessoas PROFISSIONAIS da MÍDIA.
Vocês sabem… JOURNALISM. Terrível! Terrível!

20º: Nunca joguei nenhum Alex Kidd.
De novo, falta de motivação.

21º: Eu estou me divertindo com essa lista.

22º: Praticamente não joguei nada da série Street Fighter.

23º: Nem de Final Fight.
Eu tava jogando o 3 há algum tempo, mas aí meu PC resolveu me sacanear…

24º: Nunca joguei nenhum Valis.

25º: Tô fazendo paródia desa meme aqui. LOL.
…Eu já falei que nunca joguei Phantasy Star?

Por HOJE é só, pessoal!


Bem, outros blogues que participaram do evento foram a Retroplayers, a Nostalgia & Tecnologia e claro, a Game Retro.
Até mais, pessoal.

(Indie) Ching Chong Beautiful

25 de fevereiro de 2010 Deixe um comentário


...Pesquisa, heim?


Ching Chong Beautiful é o jogo mais recente criado por Michael Swain, o cara que faz os desenhos do Blockhead.
Após ter seu irmão sequestrado por uns caras aleatórios, Ching tem de participar de um reality show de corrida de obstáculos para salvá-lo.
Bem, o jogo é do gênero plataforma, com ênfase em time trials.
Ching tem de percorrer as fases, recolher caixas de cereal e alcançar a estátua de tengu no fim, no menor tempo possível.
A jogabilidade do jogo, apesar de boa, é um tanto complexa e é recomendado que o jogador jogue o tutorial antes de jogar o jogo em sí.

O jogo está disponível aqui:
http://www.newgrounds.com/portal/view/520768

Categorias:Games, Indie Tags:

…Essa não.

23 de fevereiro de 2010 1 comentário


Mas o que diabos é isso.
Espero que ao menos ele tenha uma segunda forma. Não é possível que praticamente tudo na Splash Hill seja copiado da Green Hill do Sonic 1!
Ao menos a Neo South Island do Pocket Adventure teve a decência de misturar os chefes da Emerald Hill e da Aquatic Ruin.

Ah, foi o Endri que vazou essa imagem.
Pois é, ele testou a versão trial do jogo disponível na PartnerNET.

Fonte:
http://www.sonicretro.org/2010/02/more-sonic-4-screenshots-leaked-on-partnernet/